Twitter atua contra contas que incentivam o abuso sexual de crianças

Por Redação | 31.12.2012 às 14:11

O Twitter excluiu várias contas que estavam sendo usadas para promover o abuso sexual de crianças e espalhar imagens explicítas na internet. A organização sem fins lucrativos Internet Watch Foundation afirmou que recebeu, somente no último final de semana, mais de 200 reclamações sobre contas suspeitas.

"Recebemos cerca de 500 relatórios na Hotline e mais de 200 reclamações de contas com conteúdos explícitos no Twitter que, agora, já foram excluídos", informou ao Telegraph Emma Lowther, diretora de comunicação da Internet Watch Foundation - a organização é financiada por empresas de internet para eliminar, de forma rápida e eficaz, material de abuso sexual infantil da rede.

O nome de uma das contas liderou o Trending Topics mundial no domingo da semana passada (23), depois dos usuários do microblog terem ficado chocados com o conteúdo divulgado na página. O Twitter, que não comentou este incidente, possui um e-mail exclusivo para denúncias de contas com conteúdo sexual infantil, o cp@twitter.com.

Twitter

Organizações de combate ao crime sexual infantil pedem que usuários denunciem páginas suspeitas

A empresa ainda informa em sua página oficial que não tolera a exploração sexual de crianças no Twitter e que quando uma página com esse conteúdo é denunciada, eles tomam as devidas providências e a excluem sem aviso prévio. Recentemente, o Twitter foi criticado por especialistas por ficar um pouco atrás de outras empresas de internet na condução de investigações e exclusão de páginas com conteúdo ilegal.

Além disso, as organizações que combatem esse tipo de crime alertam os usuários da internet e redes sociais que, ao encontrarem uma página ilegal, não retuítem ou enviem para seus amigos, mas escrevam um e-mail para a administração do site informando sobre o caso.