Twitter anuncia que a rede social terá um anúncio a cada 20 tweets

Por Redação | 13.02.2015 às 12:41

Parece que o Twitter está a cada vez mais focado no investimento em anúncios. O presidente da companhia, Dick Costolo, anunciou que planeja aumentar o número de ads na timeline da rede social ainda em 2015. O pronunciamento foi feito em uma conferência com investidores do Goldman Sachs, na cidade de São Francisco.

Segundo a revista Exame, Costolo informou detalhes sobre o plano de expansão da empresa, que deverá oferecer os anúncios no stream de mensagens, afirmando que o modelo ideal seria um tweet promovido a cada 20 tweets comuns. Assim, os ads tomariam conta de 5% do conteúdo da rede social que, atualmente, aparecem a cada 25 ou 30 tweets.

O patrocínio já é a principal fonte de receitas do Twitter, fato que fez com que a empresa investisse ainda mais nesse recurso, esperando que as mensagens alcancem até quem não usa o serviço. Isso seria feito, por exemplo, com a inserção de tweets nos resultados das buscas do Google.

No mês passado, o Twitter anunciou um novo recurso para bater de frente com o Facebook: uma ferramenta de vídeo nativa. A principal intenção do serviço é aumentar o período de tempo que o usuário passa na rede social.

Costolo afirma que "criadores de conteúdo querem entrar em um ecossistema, entregar uma ótima experiência aos usuários e contar histórias, e então fazer dinheiro com elas", afirmou.

Quando questionado sobre a venda de informações do Twitter para outras empresas, o presidente comentou que a companhia percebeu que havia mais chances de faturar ajudando outras empresas a entenderem o fluxo diário atual, que conta com mais de um bilhão de tweets.

Em abril do ano passado, a rede social comprou uma ferramenta de análise de estatísticas e está trabalhando em conjunto com companhias como a IBM para o fornecimento de relatórios mais completos para os seus clientes empresariais.

Recentemente, a empresa também anunciou que comprou o Niche, uma startup que ajuda webcelebridades a se conectarem com as principais marcas do mercado. Com a aquisição, o Twitter e o Vine deverão apresentar tweets e vídeos patrocinados de maneiras diferentes e de acordo com o estilo de cada uma das "estrelas" da web.