Tubby: a revanche masculina para o app 'Lulu'

Por Felipe Demartini | 27 de Novembro de 2013 às 15h01

Os homens que quiserem uma revanche após terem sido avaliados no Lulu já podem se preparar. Um grupo de desenvolvedores brasileiros está preparando o Tubby, que já está sendo conhecido como a “versão masculina” do concorrente e vai permitir que as mulheres sejam analisadas com parâmetros semelhantes, por meio de hashtags e notas.

Com lançamento marcado para a próxima semana no iOS e Android, o Tubby chega com a missão de mostrar que os homens também têm o que falar. “É um revanchismo com algo a mais, [bastante] característico. Sexo não é algo banal e não queremos ser taxados como machistas”, afirma Rafael F., um dos criadores do aplicativo, em entrevista por email ao Canaltech.

Ao contrário do que muitos poderiam imaginar, o Tubby conta com uma mulher em seu time de criadores. Além de Rafael, fazem parte da equipe Livia G. e Guilherme S., que também preferem não se identificar com o nome completo.

Tudo funcionará de forma semelhante ao Lulu. As moças terão a possibilidade de excluir os próprios perfis se não quiserem fazer parte do Tubby, mas as avaliações somente poderão ser acessadas por homens. Toda a verificação e criação de páginas será feita por meio do Facebook e de forma completamente anônima.

A equipe responável pelo Tubby também não teme processos, como os que já começam a aparecer em relação ao Lulu. "O app é legítimo e sem intenções de atacar as mulheres. [Como ele] não está finalizado, por ora, ninguém tem como fazer isso. Mas estamos preparados caso aconteça", explica Rafael.

Mesmo o nome do aplicativo carrega a ideia de que se trata de uma resposta ao Lulu. Tubby é o nome em inglês de Bolinha, um dos personagens das histórias de Luluzinha (Little Lulu, no original). O personagem mantinha um clube exclusivamente para meninos, mas sempre recorria à ajuda da personagem principal nos momentos mais complicados.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.