Snapchat terá que mudar marketing e política de privacidade

Por Redação | 08.05.2014 às 18:09

O Snapchat, app de troca de mensagens, fotos e vídeos efêmeros, está sob o olhar cuidadoso da Federal Trade Comission (FTC). Ação movida pela agência independente e reguladora do mercado estadunidense acusa a ferramenta para dispositivos móveis de fazer propaganda enganosa e de não preservar adequadamente os dados de seus usuários.

Segundo o Venture Beat, o FTC alega que há inúmeras maneiras de conseguir guardar ou recuperar arquivos que deveriam "sumir para sempre", de acordo com a promessa do próprio Snapchat.

Em comunicado, a executiva da agência, Edith Ramirez, ainda diz que aplicativos de terceiros – muitos deles já baixados milhares de vezes – são capazes de encontrar e gerenciar conteúdo que nem deveria existir, já que a função do Snapchat seria justamente eliminar as informações após a conversa.

Além disso, o FTC acusa o Snapchat de transmitir a geolocalização dos usuários de Android, mesmo com sua Política de Privacidade dizendo o contrário. Outras reclamações descrevem formas de recuperar mensagens de vídeo em aparelhos da Apple com versões inferiores ao iOS7 e falhas na função "Find Friends" (Encontre Amigos).

O caso fica ainda mais grave porque o Snapchat já foi alertado sobre inúmeras brechas de segurança e uma delas, justamente na função "Find Friends", causou o vazamento de mais de 4,6 milhões de nomes e número de telefones de usuários. E, mesmo depois de novas medidas de defesa, o aplicativo continua sendo considerado alvo fácil para hackers.

O Snapchat já vem realizando algumas mudanças e prometendo melhorias, no entanto, foi obrigado a assinar um acordo com o FTC, comprometendo-se a alterar sua estratégia de marketing e a Política de Privacidade. Além disso, o aplicativo ficará sob monitoramento de um profissional privado independente durante os próximos 20 anos.

Fonte: http://venturebeat.com/2014/05/08/snapchat-pays-up-over-privacy-allegations-gets-slapped-with-20-year-probation/