SlideShare torna recursos do serviço premium gratuitos para usuários

Por Redação | 22 de Agosto de 2014 às 07h49

O SlideShare, site de propriedade do LinkedIn, anunciou que irá liberar os recursos Premium mais populares do serviço para todos os usuários. Gradativamente passarão a ser gratuitas as funções de análises detalhadas, personalização de perfil, upload de vídeos e uploads privados.

A plataforma pretende disponibilizar uma função por mês, começando em setembro. Com esse prazo, até dezembro os serviços estarão disponíveis para todos os usuários do site de compartilhamento de apresentações.

SlideShare grátis

Além disso, o site também resolveu acabar com seus planos PRO. Inseridos no serviço em 2010, antes do LinkedIn adquiri-lo por US$ 119 milhões, os planos podiam ser adquiridos por valores entre US$ 19 e US$ 49.

Agora, quem tenta criar uma conta Premium no SlideShare recebe uma mensagem informando que o serviço deseja tornar o compartilhamento na plataforma mais fácil e impactante e por isso não está aceitando novas assinaturas.

SlideShare grátis

Segundo o texto, os usuários que já possuem uma assinatura PRO do serviço não serão prejudicados. Ao TechCrunch, um porta-voz informou que desde a quarta-feira (20) as taxas deixaram de ser cobradas.

A primeira função a ser liberada gratuitamente será a de análises detalhadas, que permite que os usuários visualizem quem assistiu as suas apresentações, como encontraram o conteúdo, quais sites conduzem os usuários para a apresentação e outras possibilidades, assim como a análise das visualizações no perfil principal do LinkedIn.

Posteriormente, o usuário poderá personalizar o perfil por meio de ferramentas como lista de SlideShares favoritos e outros recursos. Entre as vantagens PRO que todos os usuários terão acesso está a de definir apresentações como privada, escolhendo quem poderá visualizá-las, assim como upload de vídeos.

Segundo um porta-voz da empresa, a decisão de tornar gratuitos os serviços se deve a um passo natural que permite aos membros expandir sua distribuição de conteúdo e melhor gerenciar sua marca.

Entre as razões que podem ter motivado a mudança está a tentativa de aumentar o número de usuários ativos do SlideShare, assim como mais uploads para o site. Se o retorno para a versão paga não estava sendo grande o suficiente, expandir a presença do serviço tornando os recursos gratuitos pode levar a um aumento considerável de novos e antigos usuários inativos.

O LinkedIn também pode estar trabalhando para aumentar sua coleta de dados por meio do tráfego de informações no SlideShare. Sua recente aquisição do Bizo indica que a empresa está determinada a ter uma presença mais forte na oferta de serviços de marketing para empresas.

Segundo as informações da empresa, não haverá mudança no modelo de publicidade do site, pelo menos não imediatamente.

Fonte: http://techcrunch.com/2014/08/20/linkedin-slideshare-free/

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.