Rússia foi flagrada pelo Twitter Bot editando texto sobre a queda do boeing 777

Por Redação | 22.07.2014 às 13:55
photo_camera Reprodução

Ainda não se sabe quem foi o verdadeiro responsável pela queda do Boeing 777-200 da Malaysia Airlines que matou quase 300 pessoas. Porém, enquanto as investigações estão em andamento, o governo russo foi flagrado na última sexta-feira (18) editando informações na Wikipédia para se livrar da culpa pelo suposto acidente. As informações são do site The Verge.

Inicialmente, um computador localizado em Kiev, capital da Ucrânia, editou um artigo da Wikipedia em russo para "Acidentes de Aviação Comercial". Nele, a pessoa que editou o artigo responsabilizou "terroristas da auto-proclamada República Popular de Donetsk com mísseis de sistema Buk" pela queda do avião. A República Popular de Donetsk trata-se de uma região separatista que declarou independência da Ucrânia em abril deste ano. Segundo o artigo, os terroristas desta região receberam os mísseis da Federação Russa.

Contudo, alguns minutos depois que o artigo foi editado, uma outra pessoa, desta vez utilizando um endereço IP russo, também editou o texto e o alterou para "o avião foi abatido por soldados ucranianos". Na sequência dos fatos, a alteração foi flagrada por um Twitter Bot, uma ferramenta de monitoramento que rastreia edições anônimas feitas na Wikipedia.

De acordo com a conta RuGovEdits do Twitter, a mudança no texto partiu de um computador da VGTRK, uma empresa estatal russa liderada por Dmitri Kiselyov e dona de vários canais de televisão e rádio no país. Kiselyov é conhecido informalmente como o chefe de propaganda do Kremlin, uma fortaleza situada no centro de Moscou que serve de sede do governo da Rússia. Confira o tweet publicado:

Desde que o avião da Malaysian Airlines caiu na última quinta-feira (17) enquanto sobrevoava o céu do leste da Ucrânia, muito tem se especulado na internet e na mídia sobre quem são os verdadeiros responsáveis por disparar os mísseis que provocaram a queda do avião. O flagra do Twitter Bot só comprova que cada uma das nações está se defendendo como pode para escapar das acusações.

Leia também: Vítimas do voo MH17 são usadas em golpes com cartões de crédito e Facebook.

Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/internet/2014/07/robo-flagra-russia-editando-artigo-da-wikipedia-sobre-mh17.shtmlhttp://www.theverge.com/2014/7/18/5917099/russia-spotted-editing-wikipedia-page-of-downed-malaysia-air-jet