Receita do Facebook no Q3 supera expectativas do mercado e chega a US$ 3,2 bi

Por Redação | 29 de Outubro de 2014 às 13h26

O Facebook anunciou nesta terça-feira (28) seu relatório do terceiro trimestre com receita que, pelo nono trimestre consecutivo, superou as expectativas do mercado financeiro. A empresa fechou o período com receita de US$ 3,2 bilhões, um aumento de 59% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando a receita foi de US$ 2,02 bilhões.

A publicidade móvel foi uma das grandes impulsionadoras no período, sendo responsável por 66% da receita com toda a publicidade. Além dos números positivos, o Facebook ainda anunciou um crescimento de 2,27% no número de usuários, somando 1,35 bilhões de usuários mensais, crescimento menor que os 3,1% do trimestre anterior, mas ainda muito significativo, informa o Tech Crunch.

Segundo os números divulgados pela empresa, a rede social possui 864 milhões de usuários que acessam diariamente a conta e 703 usuários diários móveis. Entre estes, 456 milhões são usuários que acessam a rede exclusivamente pelo smartphone, um crescimento de 14,2% se comparado com os 399 milhões de usuários mobile do trimestre passado.

Com um terço de seus usuários acessando a rede por plataformas móveis, a publicidade adquirida neste meio também se destaca e supera outras empresas focadas em anúncios como o Yahoo, que teve apenas 17% da sua receita oriunda de publicidade com celulares.

O Facebook ainda apresentou crescimento sólido no mercado doméstico dos Estados Unidos e Canadá, com 206 milhões de usuários, aumento de 2 milhões se comparado com o último trimestre. Já na Ásia, o desempenho da empresa não foi tão positivo, com uma desaceleração de 5,12%, fechando o período com 426 milhões usuários na região.

A receita média por usuário apresentou uma queda em diversos mercados fora dos Estados Unidos e Canadá, no entanto, cresceu 15,91% nesses dois locais, o que mostra que algumas investidas da empresa em publicidade, como vídeos premium, podem ganhar mais força, além da Facebook Audience Network, que também foi um dos destaques do período.

Com o último trimestre, o Facebook possui agora US$ 14,250 bilhões, referentes ao montante em caixa, títulos e imóveis, permitindo que a empresa tenha uma tranquila opção de realizar aquisições.

Com uma receita em publicidade em disparada, o Facebook tem poucos motivos para se preocupar, mas analistas lembram a queda da popularidade da rede social entre os adolescentes. No último relatório que contemplou observações sobre este público, no terceiro trimestre de 2013, o Facebook anunciou que houve uma ligeira queda na presença de adolescentes mais jovens nos Estados Unidos.

Mesmo com os resultados positivos, os gastos da empresa aumentaram. Para manter a receita em alta, as despesas no terceiro trimestre somaram US$ 1,8 bilhão, valor 41% maior que o mesmo período de 2013. O WhatsApp em particular foi o que mais gerou gastos ao Facebook, com receita de US$ 10,2 milhões e perdas operacionais de US$ 138,5 milhões.

Fonte: http://techcrunch.com/2014/10/28/facebook-q3-2014/

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.