Raio-X do Twitter: os pontos mais relevantes de seu IPO

Por Redação | 04.10.2013 às 17:17

Finalmente o Twitter revelou mais detalhes acerca do seu negócio, uma vez que a empresa se prepara para uma oferta pública inicial (IPO). No documento enviado à SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos) e divulgado publicamente ontem (03), a rede de microblog disse que possui mais de 215 milhões de usuários ativos por mês, e que as pessoas criam mais de meio bilhão de tweets por dia, com boa parte dessas atividades ocorrendo por meio de dispositivos móveis.

Mas esses números impressionantes não se traduzem em lucros. A empresa perdeu US$ 79,4 milhões de uma receita total de US$ 316 milhões no ano passado, e os dados financeiros apontam ainda que o Twitter já acumulou US$ 69,3 milhões em perdas de um total de US$ 253,6 milhões arrecadados nos seis primeiros meses de 2013.

O documento está recheado de tweets notáveis, para mostrar o quão influente o serviço se tornou. Isso inclui tweets do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e do empresário e político Michael Bloomberg, entre outros. A rede de 140 caracteres, que seu autoavalia em US$ 9,74 bilhões, diz que pretende levantar US$ 1 bilhão para sua primeira aparição pública, dinheiro que será investido em uma equipe maior, expansão internacional, entre outras coisas.

A revista Forbes, especializada em negócios e economia, destrinchou as 164 páginas do documento e listou os 20 principais pontos de discussão que ele levanta.

1. Quem, o quê. O Twitter foi fundado em 21 de março de 2006 por Jack Dorsey, Evan Williams, Noah Glass e Biz Stone. O primeiro tweet foi enviado por Dorsey, e dizia: "Apenas criando o meu twttr". Atualmente, a mensagem possui mais de 17 mil RTs. A empresa está sediada em São Francisco e possui escritórios em mais de 15 países ao redor do mundo. Dick Costolo é o atual CEO, e Dorsey é o presidente do conselho.

Primeiro tweet da história

2. Símbolo. A empresa pretende negociar suas ações sob o símbolo "TWTR".

3. Missão. "O Twitter é uma plataforma global de autoexpressão e conversa em tempo real do público. Através do desenvolvimento de uma nova forma para as pessoas criarem, distribuírem e descobrirem conteúdo, democratizamos a criação e distribuição de conteúdo, permitindo que qualquer voz ecoe em todo o mundo instantaneamente e sem filtro. Nossa plataforma é única em sua simplicidade: tweets são limitados a 140 caracteres de texto. Essa restrição faz com que seja fácil para qualquer um criar rapidamente, distribuir e descobrir conteúdo consistente por meio de nossa plataforma e versões otimizadas para dispositivos móveis. Como resultado, tweets conduzem uma alta velocidade de troca de informações, que torna o Twitter exclusivamente 'ao vivo'. Nosso objetivo é torná-lo um companheiro diário indispensável para viver experiências humanas".

4. Captação de recursos. A companhia disse que espera levantar US$ 1 bilhão por meio de seu IPO. O Twitter planeja usar os fundos para "fins corporativos gerais, incluindo capital de giro, despesas operacionais e despesas de capital", que podem incluir os US$ 225 milhões e US$ 275 milhões em custos do capital que a empresa planeja gastar em 2013. Ela também pode usar parte do dinheiro para cobrir retenção de impostos na fonte e outros custos relacionados às unidades de ações restritas.

5. Avaliação. No dia 30 de junho de 2013, havia 472.613.753 partes de ações ordinárias (que proporcionam participação nos resultados da empresa e conferem ao acionista o direito de voto em assembleias gerais) em circulação, mantidas por 704 acionistas. A companhia disse que em agosto estipulou um "valor justo de mercado" equivalente a US$ 20,62 por ação. Isso avalia a empresa em cerca de US$ 9,74 bilhões.

6. Usuários. O Twitter diz que tem mais de 215 milhões de usuários ativos mensais e mais de 100 milhões de usuários ativos por dia. Eles enviam mais de 500 milhões de tweets por dia. Contas falsas ou spam representam menos de 5% de seus usuários ativos mensais.

7. Velocidade e alcance. Desde o primeiro tweet postado por Dorsey, os usuários da rede social já criaram mais de 300 bilhões de tweets. "O presidente Obama usou a nossa plataforma para declarar publicamente em primeira mão sua vitória na eleição presidencial de 2012 nos Estados Unidos, com um tweet que foi visto cerca de 25 milhões de vezes e amplamente distribuído offline pela mídia impressa e televisiva. Um residente local de Abbottabad, no Paquistão, sem saber, relatou o ataque ao complexo de Osama Bin Laden no Twitter horas antes de a mídia tradicional e agências de notícias começaram a informar sobre o evento. Durante o terremoto e posterior tsunami no Japão, as pessoas vieram para o Twitter para compreender a extensão do desastre, encontrar entes queridos e acompanhar a crise que se seguiu".

Tweet Barack Obama

8. Dinheiro. Nenhum lucro foi citado. O Twitter perdeu mais de US$ 79 milhões no ano passado, quando teve uma receita de US$ 316 milhões. Em 2011, a empresa perdeu US$ 128,3 milhões. No primeiro semestre deste ano, acumulou US$ 69,3 milhões em perdas de um total de US$ 253,6 milhões arrecadados no período. O dinheiro vem da publicidade e licenciamento de dados para parceiros. Em 2012, as vendas de anúncios totalizaram US$ 269,4 milhões, ou 85% da receita. Em 2011, as vendas de anúncios representaram 73% das receitas, em US$ 77,7 milhões. Durante os seis primeiros meses de 2013, as vendas de anúncios totalizaram US$ 221,4 milhões e representaram 87% das receitas.

E o que o Twitter tem a dizer sobre isso? "Desde a nossa fundação, temos incorrido em perdas operacionais significativas, e, a partir de 30 de junho de 2013, temos um déficit acumulado de US$ 418,6 milhões. Apesar de nossa receita ter crescido rapidamente, passando de US$ 28,3 milhões em 2010 para US$ 316,9 milhões em 2012, esperamos que a nossa taxa de crescimento de receita diminua no futuro, como resultado de uma variedade de fatores, incluindo a gradual desaceleração no ritmo de crescimento da nossa base de usuários".

9. Mobile. No trimestre encerrado em junho, 75% dos usuários ativos mensais "acessaram o Twitter a partir de um dispositivo móvel, incluindo telefones celulares e tablets", perante 66% no mesmo período de 2012. Mais de 65% da receita de anúncios do Twitter foi gerada a partir de dispositivos móveis. "Esperamos que a proporção de usuários ativos de dispositivos móveis e a receita de publicidade gerada por eles continuem crescendo em curto prazo".

10. Internacional. A receita gerada pelo Twitter fora dos Estados Unidos foi de US$ 53 milhões em 2012 e US$ 62,8 milhões nos seis primeiros meses de 2013, o que representa 17% e 25% da receita total para esses períodos, respectivamente. No segundo trimestre deste ano, o Twitter teve, em média, 169,1 milhões de usuários ativos mensais de fora do país norte-americano, em comparação com 49,2 milhões usuários dos EUA. O número de usuários está crescendo rapidamente em alguns mercados, como Argentina, França, Japão, Arábia Saudita e África do Sul. "No entanto, nós obtemos a maior parte da nossa receita de publicidade de anunciantes nos Estados Unidos".

11. Anúncios. O Twitter diz que gera substancialmente toda a sua receita publicitária a partir da "venda de nossos três produtos promovidos: Tweets Promovidos, Contas Promovidas e Trends Promovidos [...] Pretendemos desenvolver formatos novos e únicos de anúncios para nossos anunciantes".

12. Funcionários. Em junho de 2013, o Twitter possuía cerca de 2.000 funcionários, um aumento de 1.800 funcionários desde o dia 1º de janeiro de 2010. "Temos a intenção de continuar realiando investimentos substanciais para expandir nossos setores de operações, pesquisa e desenvolvimento, vendas e marketing, administrativo, bem como as operações internacionais".

13. Concorrência. Os concorrentes do Twitter incluem o Facebook (e Instagram), Google, LinkedIn, Microsoft e Yahoo!, que oferecem uma variedade de produtos baseados na internet e em dispositivos móveis, além de serviços e conteúdo.

Instagram e Twitter

"As aquisições feitas por nossos concorrentes podem resultar em uma redução de funcionalidade dos nossos produtos e serviços. Por exemplo, após a aquisição do Instagram, o Facebook desativou nossa integração com fotos do serviço, de modo que as fotos ficassem visíveis dentro de tweets, e agora os usuários são redirecionados para o Instagram [...]. Como resultado, nossos usuários podem ficar menos propensos a clicar em links para fotos do Instagram em tweets, e os usuários do serviço podem ficar menos propensos a twittar ou permanecer como usuários ativos do Twitter. Qualquer eliminação semelhante de integração com o Twitter no futuro, seja pelo Facebook ou outros, pode afetar adversamente nossos negócios e resultados operacionais".

14. Partes interessadas. O cofundador do Twitter Evan Williams é o maior acionista, com 56,9 milhões de ações ordinárias, ou 12% de participação. Isso faz com que ele possua cerca de US$ 1 bilhão. Dorsey já é bilionário graças à sua participação nos pagamentos da Square INC, uma empresa de pagamentos mobile, e detém 23,4 bilhões de ações do Twitter, o que representa uma participação de 4,9%. O membro do conselho da rede social, Peter Fenton, tem uma participação de 6,7% no Twitter, com cerca de 31,6 milhões de ações. Já Dick Costolo tem uma participação de 1,6% na empresa, com cerca de 7,6 milhões de ações. Curiosamente, Biz Stone, também cofundador da rede de 140 caracteres, não foi mencionado nenhuma vez no documento da SEC.

15. Remuneração do CEO. Em 2012, Costolo ganhou US$ 200 mil em salário e recebeu prêmios em ações que totalizaram uma remuneração anual de US$ 11,5 milhões.

16. Patentes. Em 30 de junho de 2013, o Twitter teve seis patentes emitidas nos Estados Unidos e cerca de 80 pedidos de patentes arquivados no país e no exterior.

17. Pesquisa e Desenvolvimento (R&D). O Twitter gastou US$ 111,8 milhões em pesquisa e desenvolvimento nos seis primeiros meses de 2013. Isso se compara a US$ 119 milhões em 2012, US$ 80,2 milhões em 2011 e US$ 29,3 milhões em 2010.

18. Escritório. Em abril de 2011, o Twitter alugou um espaço em São Francisco com cerca de 19,97 mil m² para seu novo escritório, e no ano passado alterou o contrato de arrendamento para adicionar mais 7,92 mil m² até 2021. "Acreditamos que nossas instalações são suficientes para as nossas necessidades atuais".

19. Riscos de hackers. "Nossa marca também pode ser afetada negativamente pelas ações de usuários que são hostis ou inapropriados com outras pessoas, fingindo ser outra pessoa, identificados como spammers por introduzir quantidades excessivas de spam na nossa plataforma ou por terceiros que obtêm o controle sobre contas dos usuários. Por exemplo, em abril de 2013, os invasores obtiveram as credenciais para a conta do Twitter da agência de notícias Associated Press através de um ataque de phishing aos funcionários da agência. Eles então postaram um tweet na conta da Associated Press, dizendo erroneamente que havia acontecido uma explosão na Casa Branca, provocando assim um declínio no mercado de ações e focando a atenção da mídia sobre a nossa marca e nossos esforços de segurança. Manter e melhorar a nossa marca pode nos obrigar a fazer investimentos substanciais, e esses investimentos podem não atingir os objetivos desejados".

Twitter Associated Press hackeado

20. Subscritores. Goldman Sachs & Co., Morgan Stanley e JPMorgan são os principais subscritores. BofA Merrill Lynch, Deutsche Bank Securities, Allen & Co. e CODE Advisors também estão participando da oferta. O Twitter mantém negociações com o objetivo de adicionar mais bancos a seu grupo de subscritores para a futura oferta pública inicial de ações (IPO) da empresa, e está em processo de finalização das cotas do negócio, de acordo com fontes familiarizadas com o assunto.