Projeto do Facebook planeja levar internet a regiões inóspitas usando drones

Por Redação | 31.03.2014 às 11:11

De acordo com números do Facebook, atualmente há sete bilhões de pessoas ao redor do mundo que ainda não possuem acesso à internet. Mudar a realidade de, pelo menos, 70% delas é a missão do Connectivity Lab, um projeto que pretende não apenas prover o acesso à rede em áreas remotas como entregar conteúdo útil e interessante para incentivar as pessoas que não possuem conexão a, efetivamente, a utilizarem.

Não há dúvidas de que essa é uma proposta ambiciosa que deve levar alguns anos para gerar seus primeiros frutos. Para torná-la realidade, contudo, o Facebook está contando gente de todo o tipo. Entre os envolvidos no Facebook Connectivity Lab estão “pessoal chave” de organizações como a NASA e o Ames Research Center, além da Ascenta, uma empresa britânica com foco em drones abastecidos por energia solar. Toda essa equipe pretende criar novos métodos de levar conexão para lugares mais distantes, usando, por exemplo, lasers, satélites ou drones.

Ao mesmo tempo em que dará apoio ao projeto por meio de sua iniciativa Internet.org, o Facebook também quer garantir que as tecnologias desenvolvidas por seu laboratório de conectividade sejam abastecidas por informações sobre serviços fundamentais, saúde e materiais acadêmicos. Isso, para Zuckerberg, é o que vai fazer com que os “novos internautas” comecem a vasculhar a rede. E, claro, uma passadinha pela rede social mais tarde não fará mal a ninguém.

Como aponta o site Blazing Mag, a aquisição recente de uma companhia chamada Onavo também pode auxiliar bastante nos esforços do laboratório. Adquirida em outubro de 2013 por US$ 120 milhões, a companhia desenvolve sistemas de compressão de dados para que bandas estreitas possam ser usadas com mais eficiência - algo extremamente atraente principalmente para zonas emergentes, onde as redes ainda são fracas e pouco confiáveis.

O Google não faz parte da iniciativa, mas já anunciou seu próprio projeto. Por meio do Project Loon, a empresa pretende lançar antenas de internet a bordo de gigantescos balões de hélio que poderiam alcançar qualquer região do mundo, não importando o quanto inóspita ela seja.