Pesquisa revela o perfil dos usuários brasileiros no LinkedIn

Por Redação | 05.12.2013 às 13:54
photo_camera Divulgação

Um estudo recente mostra o perfil dos usuários brasileiros na rede cooporativa LinkedIn. Mesmo com o crescimento do site no Brasil, apenas 6% das pessoas utilizam a rede social para buscar um novo emprego. No entanto, 28% dos internautas disseram ter se candidatado em um processo seletivo através do site.

O relatório também mostra que 4% dos candidatos que se inscreveram em uma vaga pelo LinkedIn conseguiram um emprego. Para 58% das pessoas, o principal motivo de utilizar o serviço não é para buscar um novo trabalho, mas sim para manter contato com conhecidos ou ex-colegas de trabalho. Outros 24% usam a rede social para fazer novos contatos profissionais.

O número de conexões (contatos adicionados) que prevalece entre a maioria ainda é bem pequeno se comparado a outros sites, como Twitter e Facebook. Cerca de 44% dos usuários possui menos de 50 contatos, 28% têm entre 50 e 100, e 12% entre 100 e 200. Já as informações mais atualizadas são as empresas onde trabalharam (83%), e poucos internautas colocam dados adicionais, como cursos realizados ou especializações técnicas (2%).

A idade média dos brasileiros cadastrados no LinkedIn é de 18 a 35 anos (85%). Quem tem uma conta na rede social utiliza seu perfil com frequência: 29% dos usuários entram no site todas as semanas, 18% acessam a página todos os dias, 14% uma vez ao mês, 12% a cada quinze dias e 6% mais de uma vez ao dia.

Os dados da pesquisa foram coletados pela PiniOn, plataforma que combina tecnologia mobile e crowdsourcing e capta a opinião a respeito de marcas e temas diversos. Foram entrevistados 2.846 usuários para compor o estudo.