Pesquisa revela a mentira por trás da hashtag #nofilter

Por Redação | 03.07.2014 às 15:04

Da próxima ver que vir uma foto sensacional publicada por um amigo que afirma não ter usado filtro algum, desconfie. De acordo com dados da Spredfast, uma companhia especializada em marketing para redes sociais, 11% das imagens publicadas no Instagram com a hashtag #nofilter possuem sim algum tipo de edição aplicada. O total equivale a cerca de 8,6 milhões de fotografias.

Os dados foram obtidos a partir da API da própria rede social, o que permitiu à empresa descobrir informações de background sobre as imagens postadas, como data, horário e filtro utilizado. Assim, foi possível comparar o total de hashtags indicando a ausência de filtro com o número real de fotos efetivamente limpas, o que resultou em uma discrepância enorme.

A questão é que, na tentativa de parecer um fotógrafo melhor do que realmente é, muita gente aplica filtros discretos às fotografias e tentam fazê-las passar como sem alterações. Nesse quesito, o Amaro é o efeito mais utilizado por cerca de 15% desses “posers”, contra 12% do Valencia e 10% do X-Pro II.

A ideia de que as imagens utilizando a hashtag #nofilter não passam de lorotas já motivou diversas piadas nas redes sociais. É o caso, por exemplo, do Tumblr Filter Fakers, que reúne imagens editadas que se dizem limpas e conta ainda com uma ferramenta que, a partir de uma URL do Instagram, é capaz de verificar se a imagem foi ou não alterada.

Agora, da próxima vez que seu amigo quiser se passar por fotógrafo com um mero celular nas mãos, você já tem as armas para descobrir a farsa. As informações são do Mashable.