Pesquisa: Facebook é plataforma que mais direciona audiência para sites

Por Redação | 29 de Outubro de 2014 às 15h04
Tudo sobre

Facebook

Levantamento feito pela plataforma de compartilhamento social Shareaholic aponta que o Facebook continua sendo a preferência da maioria dos internautas quando o assunto é clicks em conteúdos de terceiros. O relatório do terceiro trimestre de 2014 também registra o Pinterest como a rede social de destaque no período.

Informações veiculadas pelo The Next Web mostram que o encaminhamento de links oriundos do Facebook somam 22,36% do tráfego de internautas, diante de 5,52% do Pinterest e 1% do Twitter. O Google+, que deveria fazer frente à rede de Mark Zuckerberg, amarga 0,07%.

No geral, contudo, o Google+ e o LinkedIn foram as únicas redes sociais que tiveram crescimento entre junho e setembro deste ano, com 9,52% e 113,43%, respectivamente, de acordo com o estudo.

Assista Agora: Saiba quais são os 5 maiores problemas das empresas brasileiras e comece 2019 em uma realidade completamente diferente.

FACEBOOK TRÁFEGO

A análise do Shareaholic cobre mais de 300 mil sites com influência sobre mais de 400 milhões de usuários. A abrangência vai desde pequenos blogs independentes até os mais amplos sites comerciais.

Com relação ao crescimento anual, a influência do Facebook cresceu 115% em relação a setembro de 2013. Pinterest e Twitter tiveram alta de 50% e 24%, respectivamente, sobre o mesmo tópico e período.

O relatório também revela uma mudança no comportamento dos usuários. O Facebook estaria mantendo seu tráfego intenso porque a maioria das pessoas parece estar confiando mais nas redes sociais dos que em mecanismos de buscas quando procuram por notícias relevantes aos seus interesses.

O Pinterest surge como grande surpresa porque, apesar de ter "poucos" usuários se comparado ao Facebook – o primeiro tem aproximadamente 70 milhões de usuários, diante de mais de um bilhão do segundo –, consegue estar na segunda colocação. Já o Twitter, que em seus primeiros anos chegava a rivalizar com o Facebook, registrou queda dos discretos 1,1% para 0,88% de influência, em relação a 2013.

As outras redes sociais mais bem colocadas — StumbleUpon, Reddit, Google+, YouTube e LinkedIn — continuam irrelevantes no levantamento por tráfego, pois, mesmo somadas, ainda seguem com pontuação inferior ao Twitter.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.