Parentes e amigos "sem noção" nas redes sociais, como lidar?

Por Joyce Macedo
photo_camera UOL

Você tem uma tia que insiste em comentar sobre o apêndice da sua avó em uma foto sua e de seus amigos na praia? Um irmão que aproveita um post romântico do seu namorado (a) para deixar um recadinho pedindo para você avisar a mãe que ele vai chegar mais tarde da faculdade? Prepare-se para encaminhar este texto especialmente para esse ente ou amigo querido.

O Facebook se tornou uma ferramenta tão presente no dia a dia das pessoas quanto uma escova de dentes. E, assim como uma escova de dentes, é preciso saber utilizá-lo a nosso favor e, principalmente, respeitar limites. Mas quais são esses limites?

Não existe uma linha definida entre o que podemos ou não fazer durante a interação virtual com nossos amigos, além, é claro, das próprias regras estipuladas pelo termo de uso do Facebook. Mas hoje vamos falar diretamente com um grupo seleto de pessoas que utiliza essa simpática rede social da maneira errada: os "sem noção". Confira alguns tópicos importantes para quem não está muito familiarizado com os recursos da rede de Mark Zuckerberg.

Na caixa

Mãe no Facebook

Imagem: Reprodução / Internet

O Facebook foi criado por profissionais altamente capacitados, logo, eles não se esqueceram de inventar um lugar para que as pessoas enviem mensagens relacionadas a assuntos particulares, que não dizem respeito a todas as outras pessoas da rede social. Essa ferramenta se chama “Mensagem”, ou Inbox, ou mensagem na caixa, ou como você quiser chamar.

O que importa é: sempre que quiser avisar seu sobrinho, amigo, ou quem quer que seja, que algum parente está doente, use essa ferramenta para isso. Nem todos estão interessados em saber sobre a "dor no ciático" alheia. Nesse quesito ainda podemos destacar alguns assuntos que não devem ser comentados "em público" nas redes sociais, como problemas pessoais, conselhos amorosos e apelidos íntimos.

Atualização de status do perfil não é chat

Etiqueta no Facebook

Imagem: Reprodução / Internet

Pense muito bem antes de marcar um amigo na caixa destinada ao seu status, afinal ela pergunta coisas do tipo "No que você está pensando" e não "Deixe aqui seu recado". Nem sempre a pessoa que você está marcando quer ver o assunto citado exposto para qualquer um, para isso existe também a ferramenta destinada especialmente para bate-papo entre os usuários da rede social.

Fotos

Mãe no Facebook

Imagem: Reprodução / Internet

Existem alguns pontos que devem ser respeitados nessa sessão: não marcar pessoas em situações constrangedoras e não transformar fotos em salas de bate-papo. Sempre que pensar em postar uma foto do seu filho com o dedo no nariz aos quatro anos de idade, pense bem se ele vai gostar disso, afinal é a imagem dele que estará circulando pela rede social. Além disso, o álbum de fotos não é o lugar ideal para fazer comentários que não dizem respeito à imagem postada.

Além disso, não é necessário descarregar todo o conteúdo da sua máquina no Facebook, escolha bem as fotos que vai postar e veja se elas têm realmente algum sentido e não expõem tanto a intimidade da família, dos amigos, ou até mesmo a sua.

Mãe coruja
Etiqueta no Facebook

Imagem: Reprodução / Internet

O problema não é necessariamente ser uma mãe/pai/tia coruja, mas sim expor isso na Internet. Comentar em todas as fotos que "seu bebê [que já tem 20 anos de idade] está lindo" pode não ser considerado muito agradável por ele. O mesmo vale para comentários do tipo "eu avisei que você deveria levar uma blusa de frio" nas fotos postadas por ele.

Brincadeiras à parte, a dica mais importante é sempre tentar se colocar no lugar das outras pessoas na hora de realizar comentários que podem ser constrangedores nas redes sociais. Bom senso sempre em primeiro lugar! E você, também sofre com algum dos casos citados nesse texto?

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.