Pais descobrem, via Facebook, que filha está morta

Por Redação | 29 de Novembro de 2012 às 16h24

Os pais de uma estudante norte-americana souberam que sua filha foi encontrada sem vida no dormitório da Universidade Estadual de Valdosta, Estados Unidos, pouco antes do Dia de Ação de Graças, realizado na última quinta-feira (22), tudo via Facebook. Agora, os pais querem que, através da rede social, consigam descobrir como Jasmine Benjamin, 17 anos, foi morta. As informações são do Big Story.

Um amigo da família redirecionou a mensagem no Facebook sobre a morte da jovem aos seus pais, antes mesmo deles serem comunicados oficialmente pelas autoridades, afirmou A.Thomas Stubbs, advogado da família. No entanto, muitas perguntas sobre o caso ainda estão sem resposta e a polícia investiga a morte de Jasmine como um caso de homicídio.

Os pais da adolescente contrataram um investigador particular e até criaram uma nova página na rede social para tentar obter dados e informações que os façam chegar até a causa da morte de sua filha. "Qualquer coisa que revele um pouco mais de informação sobre a morte dela é o que a polícia busca neste momento, assim como alguém que possa realizar uma examinação mais completa", ressaltou Stubbs.

Jasmine Benjamin

Reprodução: Uptown Magazine

Os detetives da polícia revistaram diversos dormitórios e conversaram com muitos estudantes no campus da universidade, que fica a aproximadamente 400 quilômetros de distância da casa dos pais de Jasmine em Gwinnett County, distrito localizado nos arredores da Atlanta. A jovem tinha planos de seguir a mesma carreira que sua mãe e estava estudando para ser enfermeira.

Por enquanto, as autoridades ainda não divulgaram nenhum laudo de causa da morte e nem possíveis teorias sobre como Jasmine Benjamin foi assassinada.

Os investigadores também questionaram a direção da universidade sobre vídeos captados por câmeras de segurança na hora do crime, mas, até o dia da morte de Jasmine, nenhuma câmera havia sido instalada nos prédios dos dormitórios.

"Ela queria ajudar as pessoas, era pura e simples", afirmou James Jackson, seu padrasto. "Esse era o seu objetivo na vida, e ela sempre dizia que queria ajudar as pessoas desde muito cedo".

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.