Norte-americano pode ser condenado a 10 anos de prisão por postagem no Facebook

Por Redação | 09.07.2013 às 17:35

Justin Carter, 18 anos, foi preso em fevereiro deste ano no estado norte-americano do Texas e, neste mês, seu julgamento começará nos tribunais locais. O crime cometido por Carter, que poderá lhe render uma pena de 10 anos de prisão, foi ter publicado um comentário considerado ofensivo e perigoso no Facebook.

O jovem, que costumava jogar com frequência 'League of Legends', se envolveu em uma discussão com outro jogador pelo Facebook e comentou uma publicação com a seguinte frase: "acho que vou dar uns tiros em um jardim de infância e ver o sangue dos inocentes correr; e comer o coração de um deles".

A mãe do adolescente, Jennifer Carter, escreveu em uma petição pública, criada pela própria família no site Change.org, que seu filho finalizou seu comentário com as siglas 'JK', 'just kidding' (só brincando, em tradução livre), e 'LOL', 'laughing out loud' (morrendo de rir). "Alguém o chamou de maluco e disse que ele estava com a mente perturbada. Então ele respondeu de forma sarcástica", disse a mãe, revelando que alguém não entendeu a ironia na declaração de Justin.

Uma internauta do Canadá ficou preocupada ao ver a citação de Justin Carter e entrou em contato com as autoridades. A casa do adolescente foi revistada, seu computador foi apreendido e nenhuma arma foi encontrada no local, mas mesmo assim ele continua na prisão. O comentário gerou alarde devido ao histórico de atentados contra escolas que os Estados Unidos tem.

Em entrevista ao site NPR, Jack Carter, pai de Justin, afirmou que seu filho foi colocado em uma cela solitária e que apanhou dentro da prisão. Um tribunal do Texas o acusou formalmente de terrorismo em abril deste ano e fixou em US$ 500 mil (R$ 1,13 milhão) sua fiança, valor que foi considerado abusivo por advogados e juristas norte-americanos. A família de Justin também criou um site para angariar fundos para pagar a fiança do adolescente.