Mark Zuckerberg vai vender ações do Facebook no valor de US$ 2,3 bilhões

Por Redação | 19 de Dezembro de 2013 às 12h24
Tudo sobre

Facebook

A compra de novas ações de Classe B motivou Mark Zuckerberg, fundador e presidente do Facebook, a vender papeis da empresa no valor de US$ 2,3 bilhões. Ao todo, 41,4 milhões de cotas do tipo A serão colocadas à disposição novamente, com o valor da venda sendo redirecionado ao pagamento de taxas oriundas da empreitada, de acordo com o que conta a agência Reuters.

O movimento, porém, não diminui a influência de Zuckerberg tanto quanto parece. Com a mudança, o poder do jovem sobre a empresa cai de 58,8% para 56,1%, fazendo com que ele ainda permaneça como acionista majoritário. A compra das ações de Classe B, porém, deve modificar esse quadro.

No processo de decisão, investidores com ações de Classe A têm direito a um voto cada, enquanto aqueles que possuem papeis de Classe B têm dez votos por cota. Os custos de operação do segundo tipo, porém, são maiores e, normalmente, esse tipo de ação acaba sendo mantido pelos diretores das companhias.

Assista Agora: Saiba quais são os 5 maiores problemas das empresas brasileiras e comece 2019 em uma realidade completamente diferente.

Além de Mark Zuckerberg, outros executivos da companhia, como o membro do conselho de diretores Marc Andreessen, também venderão partes de suas carteiras. Entre os cotados para se tornarem parcialmente donos do Facebook estão empresas como a J.P. Morgan, Morgan Stanley e Merrill Lynch.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.