Novo malware capaz de roubar dados do usuário se espalha no chat do Facebook

Por Redação | 21.05.2013 às 12:35 - atualizado em 21.05.2013 às 13:52
photo_camera Pocket-lint

Um novo malware capaz de espionar as atividades de navegação dos usuários e roubar seus dados pessoais foi detectado no Facebook. Trata-se de uma variante do malware Dorkbot que está se espalhando por meio do chat da rede social.

Dorkbot é um worm malicioso que se espalha através de serviços de mensagens instantâneas, e o alerta para sua nova versão foi divulgado pela empresa de segurança BitDefender Labs. Atualmente, essa família de malware circula principalmente nos Estados Unidos, Índia, Portugal, Reino Unido, Alemanha, Turquia e Romênia.

O serviço de hospedagem de arquivos MediaFire detectou a ameaça presente em um arquivo de extensão ".exe" que estava sendo distribuído disfarçado como um arquivo de imagem ".jpg". Em outras palavras, o malware Dorkbot se apresenta no chat do Facebook como uma imagem "jpg", mas na verdade trata-se de um arquivo executável. 

Além de roubar nomes de usuários e senhas, o botmaster também consegue realizar downloads de outros malwares, atividades que podem facilmente ser coordenadas pelos golpistas a partir de um servidor de comando e controle. Para ajudar os usuários a se protegerem nesse caso específico, o MediaFire bloqueou todos os arquivos com extensões duplas, como ".jpg.exe", ".png.exe" etc. 

Nos últimos dois anos, a BitDefender notou um aumento no número de URLs maliciosas se espalhando nas redes sociais. Os vírus são propagados principalmente no Facebook, por meio de golpes que tentam usar a curiosidade do usuário como isca.

De acordo com estudos recentes feitos pela empresa de segurança, entre as iscas mais populares na rede social estão links maliciosos que têm como chamada temas ligados a sex tapes de artistas como Rihanna e Taylor Swift. A recomendação é que os usuários evitem clicar em links suspeitos no chat do Facebook ou outras redes de IRC, mesmo quando eles parecerem vir de amigos conhecidos.