LinkedIn, agora, permite que usuário siga pessoas influentes

Por Redação | 02.10.2012 às 16:00

O LinkedIn, rede social para contatos profissionais, anunciou nesta terça-feira (2) o lançamento de um novo recurso que permitirá que os usuários 'sigam' outras pessoas mesmo que elas não estejam em seus ciclos de contatos. A medida visa fazer com que os usuários permaneçam mais tempo na rede. As informações são da Reuters.

O novo recurso permite que os usuários, assim como as pessoas que utilizam o Twitter e o Facebook, sigam e recebam atualizações de pessoas famosas, renomadas, celebridades e líderes de mercado. Atualmente, a rede social é composta por 175 milhões de usuários e, até agora, eles só podiam compartilhar informações e mensagens com o seu círculo imediato de contatos.

LinkedIn seguidores

Ainda segundo a agência de notícias, a ferramenta de 'seguidores' permitirá que os usuários compartilhem mensagens, artigos e fotos com um grande grupo de pessoas e não apenas com seus amigos próximos.

Neste primeiro momento, apenas alguns usuários do LinkedIn poderão ser seguidos de acordo com a nova ferramenta. Os usuários foram pré-selecionados pela empresa e entre os principais nomes estão Richard Branson, do grupo Virgin, Marcus Samuelsson, chefe de cozinha renomado e Arianna Huffington, presidente do Huffington Post. Ainda neste primeiro grupo estão Barack Obama, atual presidente dos Estados Unidos e candidato à reeleição, e seu opositor na disputa presidencial, Mitt Romney.

Em agosto deste ano, os usuários norte-americanos do LinkedIn permaneceram em média 20,6 minutos navegando no site, enquanto os usuários do Facebook permaneceram 402,9 minutos na rede social no mesmo período, segundo dados da comScore.