Kaspersky afirma que Facebook pode acessar informações do celular de usuários

Por Redação | 07.02.2014 às 13:58

Em seu mais recente relatório de segurança, a Kaspersky Lab aponta para um risco existente na versão Android do Facebook. A empresa, que recentemente atualizou seu aplicativo para adicionar autenticação em duas etapas, também pede permissão para ler SMS e MMS do usuário, já que essa é a maneira pela qual o software é capaz de realizar a verificação de identidade.

A ideia do Facebook é fugir do sistema comum de autenticações do tipo, que pede que o usuário digite o código recebido por mensagem em um site. Por meio da permissão, a rede social seria capaz de ler automaticamente os SMS recebidos e identificar o código facilmente, fazendo uma verificação invisível ao usuário. O problema é o que mais o serviço poderia fazer com esse tipo de acesso. As informações são do The Economic Times.

A preocupação, como sempre, é com a utilização de dados confidenciais dos usuários para fins de publicidade. Assuntos debatidos em mensagens de texto, por exemplo, poderiam revelar preferências e hábitos de uso dos cadastrados no Facebook, resultando em anúncios mais direcionados e um uso ainda maior das informações pessoais para fins financeiros.

Pouco após a publicação do relatório, porém, a Kaspersky Lab voltou atrás em suas afirmações. Em comunicado publicado pelo site Think Digit, a empresa diz não estar responsabilizando o Facebook por quebras de publicidade e que apenas tenta orientar seus usuários a sempre observarem as autorizações dos apps baixados no celular.