"Jesus usou tweets muito antes de qualquer outro", diz cardeal do Vaticano

Por Redação | 26 de Setembro de 2013 às 18h10

Um membro do Vaticano tentou explicar nesta semana que o uso do Twitter não é de forma alguma uma prática recente. Segundo ele, Jesus Cristo usava o Twitter antes de estar na moda e muito antes de Jack Dorsey lançá-lo, em 2006.

De acordo com a Agence France-Press, o cardeal Gianfranco Ravasi afirmou que Jesus "usou tweets muito antes de qualquer outra pessoa, com frases elementares criadas com menos de 45 caracteres, como 'Amai-vos uns aos outros'".

Ravasi ressaltou ainda a importância da Igreja fazer uso da comunicação digital. “Se um padre ou clérigo não estiver interessado na comunicação, está desprezando seu dever, que é o de levar a palavra adiante”, disse Ravasi, que é um usuário ativo do Twitter, com cerca de 56 mil seguidores.

A ideia de Ravasi é a de que abreviar histórias ou conceitos não é uma ação nova, apesar da prática ter sido duramente criticada pelo escritor José Saramago, em 2009, quando disse: "De degrau em degrau vamos descendo até o grunhido".

O cardeal também ressaltou que Jesus também usava as chamadas parábolas (contos) e símbolos "um pouco parecidos com o que a TV faz hoje".

O CNET ironiza a declaração afirmando que outros ditos profetas também podem ter disseminado frases curtas e importantes muito antes do nascimento de Jesus Cristo, como "Não matem uns aos outros", "Arranje comida ou você vai morrer" e até "Cuidado! O 'dinossauro' está vindo!".

O perfil no Twitter chamado @OCriador (Deus) também não perdeu a oportunidade caçoar da declaração do membro do Vaticano:

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.