Hashtags foram usadas em mais de metade dos anúncios do Super Bowl

Por Redação | 03 de Fevereiro de 2014 às 13h29

O Super Bowl é o jogo que decide o campeão da NFL e também o responsável por uma das maiores audiências da TV americana. Dessa forma, é claro que os anunciantes estão de olho na imensa quantidade de espectadores e, sendo assim, transformaram o evento em um dos horários comerciais mais caros e disputados dos Estados Unidos. Citações a redes sociais e ligações com o mundo online, claro, não faltaram.

De acordo com uma análise feita pelo site Marketing Land, 57% dos comerciais exibidos durante o Super Bowl apresentaram algum tipo de hashtag. As palavras-chave apareceram em mais propagandas que as URLs, com os endereços das páginas online das empresas anunciantes aparecendo em apenas 41% dos vídeos.

O aumento no uso de hashtags foi de 7% em relação ao Super Bowl de 2013. Neste ano, o Facebook foi a rede social mais citada nas propagandas, aparecendo em cinco delas, com 9% de presença. Logo abaixo, com apenas uma citação a menos, está o Twitter, com 7%. A análise conta desde citações verbais aos serviços como a aparição de logotipos ou a realização de promoções por meio dos sites.

O Marketing Land chamou a atenção para a ausência completa de menções ao Google+ e ao Instagram. A rede social de fotos, no ano passado, foi citada uma única vez, mas este ano, parece ter sido deixada de fora completamente. A grande surpresa, porém, foi o Shazam, aparecendo em dois comerciais, empatado com o YouTube.

A grande campeã no quesito social foi a Hyundai, que em dois comerciais exibidos, participou de praticamente todos os quesitos da pesquisa. Logos do Facebook, Twitter e YouTube, além da URL para o site da empresa, apareceram nos dois vídeos da empresa, enquanto um deles também trazia uma hashtag.

Outra surpresa foi a operadora T-Mobile, que no seu comercial de TV ignorou completamente todas as redes sociais, adotando apenas as hashtags, URLs e exibindo o logo do Facebook. Uma grande diferença em relação à versão online dos anúncios, que citava todas os principais serviços – incluindo o Google+.

54 comerciais foram exibidos ao longo do Super Bowl, com empresas de tecnologia como GoDaddy, Microsoft e Sprint entre os anunciantes. O estudo do Marketing Land exclui anúncios da própria Fox – transmissora oficial do evento – bem como um especial da Fox exibido durante o intervalo do jogo.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!