Facedeals: faça check-in em lojas, via Facebook, com o seu próprio rosto

Por Redação | 16.08.2012 às 12:45 - atualizado em 16.08.2012 às 15:51

Desde que as redes sociais viraram febre na internet, nossa privacidade já não é mais a mesma. Se a premissa dos check-ins do Facebook não foi positiva para o quesito "propaganda de negócios", o Facedeals pretende ser. A nova tecnologia já é notícia no mundo todo. Ela faz um reconhecimento de seu rosto e, imediatamente, faz um check-in com sua conta do Facebook, dizendo que você esteve naquela loja, naquele momento. Útil ou assustador?

Pegando carona no conceito do Facebook Check-In, os desenvolvedores do Facedeals viram uma maneira de criar uma ferramenta de marketing que oferece descontos aos clientes que também são usuários da rede social.

O sistema detecta o rosto do cliente assim que ele entra em uma loja ou estabelecimento comercial. Depois disso, divulga no mural do estabelecimento que este cliente esteve lá, exibindo uma foto dele para todos os seus amigos. Tudo isso em tempo real, graças a câmeras capazes de reconhecer um rosto em poucos segundos.

O Facedeals acaba sendo uma forte arma de publicidade, pois promove a presença física de clientes nas lojas, oferecendo descontos e bônus a eles e, principalmente, publica onde um usuário esteve, a que hora do dia, fazendo o quê.

O app do Facedeals precisa, obviamente, da aprovação do usuário. Suponhamos que você deseja ser reconhecido nas lojas e ter seu paradeiro divulgado pela rede - basta ativar o Facedeals em sua conta e entrar em alguma loja cuja tecnologia está instalada. Em segundos, seu rosto será escaneado e a notícia circulará pela rede social.

As câmeras foram desenvolvidas de maneira específica, pois captam a fisionomia das pessoas a ponto de reconhecê-las a qualquer momento. Elas podem ser configuradas remotamente e necessitam apenas de uma rede Wi-Fi e energia elétrica para funcionar.

Por mais bizarro que isso pareça, sempre há um beneficiado na história. Neste caso, o estabelecimento impulsiona seus negócios utilizando os usuários do Facebook como veículos de propaganda, mesmo que eles não estejam completamente cientes disso. Apesar de receberem bônus e descontos especiais simplesmente por mostrarem a cara, têm seus passos observados e seus paradeiros escancarados na rede social.

De certa forma, isso lembra bastante a história de Minority Report. Sim, estamos no futuro. Mas, se o próprio Facebook tem combatido o reconhecimento facial por comprometer a segurança de seus usuários, será que o Facedeal é uma boa ideia?

Você permitiria o app em sua conta do Facebook? Instalaria uma das câmeras do Facedeals em seu estabelecimento? Acha que uma câmera do Facedeals instalada em sua loja atrairia ou repulsaria os clientes? Talvez, a ideia do "check-in" esteja indo longe demais.