Facebook: vídeos do YouTube e Vimeo continuarão rodando dentro da rede social

Por Redação | 08 de Dezembro de 2014 às 16h10

Na semana passada, publicamos a notícia de que o Facebook iria desabilitar a reprodução automática de vídeos vindos de sites fora da rede social, como YouTube e Vimeo. No entanto, a empresa parece ter voltado atrás nessa decisão e afirmou em um novo comunicado que links desses serviços continuarão rodando normalmente dentro da plataforma. As informações são da revista INFO.

"Gostaríamos de reforçar que não estamos limitando ou restringindo a exibição de vídeos de nenhum player externo", disse a companhia na última sexta-feira (5), poucas horas depois de divulgar que a mudança seria permanente.

No mesmo dia, Camila Fusco, diretora de comunicação do Facebook no Brasil, afirmou ao jornal Folha de S.Paulo que o internauta seria redirecionado para o site de origem do link postado, que abriria em uma nova guia do navegador toda vez que quisesse assistir um vídeo em plataformas fora da rede social. A executiva ainda declarou que o site rodaria apenas vídeos publicados diretamente na rede social através do auto-play, que inicia o clipe de forma automática, sem áudio, ao aparecer na tela.

Contudo, parece que a notícia foi publicada de forma equivocada. A empresa disse que o fim da reprodução automática se tratava de alguma espécie de erro na plataforma e não de uma mudança nas políticas de exibição de vídeos. "Desde a última quarta-feira (03), alguns usuários observaram uma alteração relacionada a exibição direta de vídeos externos dentro do Facebook, mas a questão já está sendo corrigida", explicou a empresa no comunicado.

Ou seja, ainda será possível assistir a vídeos do YouTube, Vimeo e outros sites diretamente no Facebook sem a necessidade de abrir uma nova guia no navegador. Lembrando que isso vale apenas para a versão da rede social para computadores, uma vez que nos tablets e celulares já não era possível assistir vídeos de outras plataformas pelo app - o usuário sempre é redirecionado ao site no qual o conteúdo estava hospedado.

Bloquear a reprodução automática de vídeos de terceiros seria uma estratégia da empresa para promover a própria plataforma de vídeos, mas ainda sim seria uma manobra arriscada para com os mais de 1 bilhão de internautas que utilizam o serviço. Segundo dados da companhia de Mark Zuckerberg, somente no Brasil, mais de 31 milhões de pessoas, ou 50% dos usuários diários do Facebook no país, assistem a pelo menos um vídeo por dia na rede social, seja ele do YouTube, Vimeo ou do próprio Facebook. Reduzir esses números poderia comprometer o tempo de permanência dos usuários no site.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!