Números de telefone de usuários do Facebook são vendidos para publicidade

Por Redação | 20.11.2012 às 15:27

No começo deste ano, o Facebook iniciou uma campanha entre seus usuários para o fornecimento dos seus números de telefone, indicando que eles seriam utilizados como mais um mecanismo de segurança na rede social. No entanto, desde setembro, a empresa está vendendo espaço para anúncios com base no redirecionamento do número dos seus usuários.

A empresa estaria utilizando o mecanismo de redirecionamento de números junto com uma nova conversão dentro dos anúncios exibidos na rede social. A combinação dos dois recursos permite que os anunciantes direcionem propagandas exclusivas para os usuários e ainda avaliem como as pessoas responderam a eles: clicando, ignorando ou até comprando algo.

"O público pode ser definido a partir de um endereço de e-mail, de um ID no Facebook ou através do número de telefone do usuário", afirma a descrição do novo produto da empresa para anunciantes, o Custom Audience targeting.

Anúncios Facebook

O recurso mantém o usuário anônimo para os anunciantes

Segundo o Business Insider, o mecanismo pode ser utilizado da seguinte forma: você fez sua matrícula em uma academia e, claro, forneceu seu número de telefone. Com o passar dos dias você perdeu o entusiasmo com a academia e não renovou seu contrato. Os donos do estabelecimento podem utilizar o novo recurso do Facebook para te oferecer novos descontos apenas combinando sua lista telefônica com o número de telefone fornecido por seus clientes ao Facebook.

E em um dado momento, você começará a receber anúncios de descontos e renovação de matrículas da academia que costumava frequentar. Se você decidir clicar sobre o anúncio, um pixel de conversão irá permitir a instalação de um 'cookie' que irá acompanhar todos os seus passos, para que a academia, por exemplo, consiga visualizar se sua campanha surtiu algum efeito.

Além disso, o sistema também possui uma política de privacidade que mesmo com seu número disponível para o uso em anúncios, ele será substituído por um código tornando o usuário anônimo. Com isso, a única coisa que a academia irá saber é que determinado código respondeu à sua propaganda.