Facebook supera expectativas e fecha 2014 com 93% de aumento no lucro líquido

Por Redação | 29.01.2015 às 09:07

O Facebook divulgou na noite desta quarta-feira (28) os resultados de seu quarto trimestre e o balanço financeiro final do ano de 2014, revelando um lucro líquido que superou as expectativas do mercado e totalizou US$ 2,9 bilhões. O resultado representa um crescimento de 93% em relação aos US$ 1,5 bilhão obtidos em 2013.

A receita da rede social também observou um crescimento de 58%, totalizando US$ 12,4 bilhões no ano passado frente aos US$ 7,8 bilhões de 2013.

"Esse foi um bom trimestre para o Facebook e um ótimo final de ano. Nossa comunidade continua a crescer em tamanho e engajamento e estamos muito satisfeitos com o crescimento do nosso negócio", afirmou o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, durante a conferência de apresentação dos resultados.

A publicidade foi a origem da maior parte da receita e teve o maior crescimento para o Facebook em 2014, aumentando em 53% e somando um total de US$ 3,59 bilhões. A publicidade em dispositivos móveis mais que dobrou no ano passado, somando US$ 2,5 bilhões, ou 69% do total arrecadado em publicidade.

Por outro lado, a receita com serviços pagos e outras taxas foi de US$ 257 milhões, um crescimento de apenas 7% em relação ao ano anterior. De acordo com a rede social, a alta foi puxada principalmente por aquisições feitas pelo Facebook no ano passado.

A rede social também divulgou dados sobre o crescimento global da plataforma, que fechou o ano de 2014 contabilizando 1,39 bilhão de usuários ativos mensais - um crescimento de 13% em relação ao ano anterior. Destes, 890 milhões são usuários ativos diários, o que representa um crescimento de 18% no comparativo ano a ano. Além disso, usuários da rede social agora passam 10% mais tempo no Facebook do que em 2013.

Considerando apenas os acessos por dispositivos móveis, o crescimento foi de 26% no total de usuários ativos mensais, que agora somam 1,19 bilhão. Entre os usuários móveis diários, foram computados 745 milhões.

A consolidação dos resultados de 2014 revela apenas dados globais do Facebook, mas, no final do ano passado, a rede social falou sobre dados recentes da plataforma do Brasil relativos ao terceiro trimestre de 2014. Na ocasião, o Brasil somava um total de 91 milhões de usuários mensais, contra 83 milhões de usuários mensais registrados no início de 2014. Em dispositivos móveis, o total de usuários mensais somou 72 milhões de pessoas - sendo que 46 milhões delas acessavam a rede social diariamente através de plataformas mobile.

Durante o anúncio dos resultados, executivos também destacaram o crescimento do consumo de vídeos dentro da plataforma, que deve ser um novo drive de crescimento importante para o site em 2015. Embarcando na popularidade de eventos como a Copa do Mundo e o desafio do balde de gelo, o número de posts em vídeo visualizado por pessoas diariamente cresceu em 75%. Agora, o Facebook contabiliza 3 bilhões de visualizações diárias de vídeos na plataforma.

Zuckerberg também falou sobre alguns dos planos para o futuro da companhia durante a conferência. Segundo o CEO, nos próximos anos o Facebook deverá continuar focando no crescimento da comunidade e dos serviços ofertados pela plataforma. Em um horizonte de cinco anos, o executivo afirmou que a plataforma deve focar nos serviços "de próxima geração" do Facebook, como o WhatsApp e Messenger, aplicativos que deverão se tornar indispensáveis para os negócios da empresa.

A longo prazo, a rede social deverá continuar expandindo a iniciativa de conectividade mundial do Internet.org, que neste ano foi lançada em países como Zâmbia, Tanzânia, Gana, Quênia e Colômbia e já proporciona acesso à serviços básicos de internet a 150 milhões de pessoas.