Facebook ganha aprovação judicial para seus anúncios de 'Histórias Patrocinadas'

Por Redação | 04 de Dezembro de 2012 às 10h38

O Facebook ganhou nesta segunda-feira (3) uma aprovação preliminar da justiça norte-americana sobre uma ação coletiva movida por usuários da rede social que se sentiram lesados pelo uso de suas imagens e informações pessoais nos anúncios da empresa, intitulados 'Histórias Patrocinadas'.

Com base nos termos do acordo, a rede social concordou em pagar US$ 10 (cerca de R$ 20) para os usuários que não concordaram com sua inclusão nos anúncios, assim como criar um sistema de controle que irá permitir que as pessoas escolham participar ou não do programa de histórias.

Segundo o San Jose Mercury News, o juiz Richard Seeborg afirmou que o acordo não possui "deficiências óbvias" e que os termos "parecem ser o produto de sérias" negociações entre os advogados do Facebook e os representantes legais dos usuários da rede social, que decidiram mover a ação no último ano. O Facebook, por sua vez, afirmou em nota oficial que estava satisfeito com a aprovação preliminar do acordo.

Histórias Patrocinadas Facebook

Reprodução: Training Vault

As 'Histórias Patrocinadas' do Facebook originalmente exibiam o nome do usuário, uma foto e um slogan afirmando que ele 'curtia' determinada marca ou página. Esses anúncios apareciam no canto direito da tela do usuário, mas a empresa os moveu, discretamente, para o Feed de Notícias dos usuários, os identificando como 'histórias patrocinadas'.

Os cinco usuários originais usados nos anúncios do Facebook moveram a ação judicial contra a empresa alegando violação de privacidade e uso de informações pessoais sem autorização. E este é o segundo acordo proposto dentro da ação, com o primeiro tendo sido rejeitado em maio deste ano.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!