Facebook explica como vende os seus dados para publicidade

Por Redação | 14 de Novembro de 2014 às 15h47

Imagine que você está conectado ao Facebook, navegando por várias páginas, e curte três delas, todas sobre cinema. De repente, você começa a observar vários banners publicitários sobre filmes que estão estreando ou de promoções em salas de cinema no seu perfil – e eles não estavam lá há algumas horas. Esse exemplo bastante básico pode parecer bobo, mas é mais ou menos assim que a rede social de Mark Zuckerberg trabalha.

Para explicar seus termos de uso aos usuários, a empresa decidiu investir em algumas animações e lançou uma página dedicada com detalhes sobre a política de dados da plataforma (clique aqui para acessar). Sendo assim, a companhia quer deixar claro que você pode controlar de maneira satisfatória tudo o que outras pessoas podem ver no seu perfil, como fotos, likes e conteúdo postado por você na sua linha do tempo.

O ponto delicado está no fato de que não há como regular aquilo que o próprio Facebook pode verificar entre os dados pessoais compartilhados no seu perfil. Inclusive, a rede social estimula que você curta páginas e aumente o seu banco de dados, de modo que você possa ser atingido por propagandas cada vez mais eficientes ou que sejam do seu interesse. Há até mesmo a possibilidade de utilizar sua localização para que tudo aconteça de modo ainda mais assertivo.

Em outras palavras, tudo isso quer dizer que o Facebook realmente utiliza suas informações para ganhar dinheiro e tentar fazer com que os seus parceiros também ganhem – e, neste caso, quem acaba gastando para financiar todo esse ciclo é você. A questão é que a rede social quer ser o mais transparente possível com seus usuários e está procurando formas diferentes de informar o público como ela trabalha com a enorme quantidade de dados recebida todos os dias.

No entanto, assim como ressalta o pessoal do site TechRadar, algumas partes merecem uma atenção especial. Um exemplo é o trabalho do Facebook para obter dados dos internautas através de empresas parceiras. Dessa forma, vale a leitura de todo o termo de uso para você saber se vale a pena utilizar a rede social com mais frequência. Afinal, é a sua privacidade que pode estar em jogo.

Além de tudo isso, o Facebook aproveitou para lançar uma nova ferramenta, chamada Privacy Basics, que mostra de uma forma simples e intuitiva como e o que as outras pessoas podem visualizar e interagir com seu perfil na rede. Você pode acessá-la neste link.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.