Facebook está prestes a lançar nova plataforma de publicidade

Por Redação | 24 de Setembro de 2014 às 11h55
photo_camera Divulgação

O mercado de publicidade online está prestes a receber mais uma bela sacudida e, novamente, pelas mãos do Facebook. De acordo com informações publicadas pelo Wall Street Journal, a empresa está prestes a lançar o Atlas, sua nova plataforma de publicidade online que promete aumentar o alcance das propagandas e ampliar ainda mais o faturamento nesse sentido.

Voltada para toda a internet, e não apenas ao próprio Facebook, a ferramenta foi adquirida da Microsoft em 2013 e é baseada na Atlas Advertising Suite. Apesar de ter nascido a partir de uma tecnologia existente, ela passou por um processo de reformulação desde sua a aquisição e agora é voltada a dar controle total aos anunciantes sobre seu portfólio de propagandas.

A ideia, claro, é integrar o algoritmo da própria rede social e extrapolar o comportamento dos usuários para toda a web. Assim, empresas teriam condições de conhecer de forma mais exata o engajamento de seus clientes com as propagandas, bem como simular o impacto que uma nova campanha teria sobre o público-alvo. Ao que aparenta, tudo seria feito a partir de previsões de comportamento social coletadas pelos algoritmos do Facebook.

O anúncio do Atlas estaria marcado para a próxima semana e faz parte de uma estratégia de expansão da rede social, que deseja se tornar uma solução completa para publicidade online. Assim, seus clientes atuais poderiam utilizá-lo para anunciar não apenas no próprio site, mas também em toda a internet, com novas ferramentas e um alcance considerável. O principal concorrente, aqui, é o Google, como fica claro.

Hoje, o Facebook conta com 7,8% do mercado de publicidade online, enquanto a gigante das buscas domina com mais de 31%. De acordo com as expectativas de analistas, apesar da rede social de Mark Zuckerberg estar prestes a aumentar significativamente sua participação, ela ainda permanece restrita às páginas do próprio serviço. A ideia, então, é ampliar essa base e, claro, roubar o espaço do rival.

Oficialmente, a empresa não se pronunciou sobre o assunto, mas um movimento desse tipo já parece garantido. O Facebook tem, cada vez mais, expandindo sua identidade fora de si mesmo por meio de opções como o login em serviços de terceiros e o rastreamento de hábitos de acesso para exibição de publicidade direcionada. Sendo assim, nada mais natural do que dar um passo além das próprias fronteiras e levar suas soluções para um público ainda maior.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.