Facebook está perdendo milhões de usuários em mercados importantes

Por Redação | 30 de Abril de 2013 às 07h00

O Facebook já está perdendo milhões de usuários em seus mercados mais maduros, como os Estados Unidos e Europa, para redes sociais alternativas, revelam dados de pesquisas independentes. De acordo com o jornal britânico The Guardian, análises da SocialBakers mostram que a maior rede social do mundo já atingiu seu pico e perdeu cerca de 6 milhões de usuários nos EUA somente no mês de março, o que representa uma queda de 4% no país. No Reino Unido, a queda foi de 4,5%, com 1,4 milhão de usuários a menos na rede social.

Uma outra pesquisa da Jefferies aponta que o pico global de usuários foi de 1,05 bilhão em janeiro, que foi seguido por uma queda de 20 milhões em fevereiro. Em abril, o número cresceu novamente.

De acordo com os dados, o declínio não é pontual, já que no período acumulado dos últimos seis meses o Facebook perdeu cerca de 9 milhões de usuários nos Estados Unidos e 2 milhões no Reino Unido. A comScore apontou que a quantidade de minutos que norte-americanos ficam no Facebook também está em queda, com a média de 121 minutos em dezembro de 2012 caindo para 115 minutos em fevereiro deste ano. Quedas no número de usuários também foram observadas no Canadá, Espanha, França, Alemanha e Japão.

"O problema é que, nos Estados Unidos e Reino Unido, a maioria das pessoas que queriam entrar no Facebook já fizeram isso", explicou o especialista de mídia da Enders Analysis, Ian Maude. Segundo ele, também há um fator de "tédio", que faz as pessoas procurarem por algo novo. Apesar da queda ser muito pequena perto do volume total de usuários, o analista acredita até que o Facebook pode trilhar o caminho do MySpace.

Apesar disso, o Facebook continua crescendo em regiões como a América do Sul. No Brasil, o número de visitantes mensais da rede social cresceu 6% no último mês, batendo a marca dos 70 milhões, de acordo com a SocialBakers. Na Índia, o crescimento foi de 4% para um total de 64 milhões de usuários - apenas uma pequena fração do total de 1,2 bilhão de habitantes do país.

De acordo com o jornal, redes sociais como o Instagram, que ganhou cerca de 30 milhões de usuários em 18 meses, e o Path, a rede social mobile que limita o número de contatos a 150 amigos, têm visto um aumento de popularidade.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.