Facebook: 15% dos usuários pagariam para se livrar dos anúncios da rede social

Por Redação | 26 de Julho de 2013 às 06h50

No início desta semana, o cofundador do Twitter, Biz Stone, sugeriu que o Facebook lançasse uma versão paga de sua rede social – uma espécie de serviço premium. Pouco tempo depois, uma pesquisa comprovou que existem muitos usuários dispostos a pagar pelo Facebook para evitar anúncios.

Em seu blog, Biz Stone explicou a lógica de seu raciocínio: se 10% da base de usuários da rede de Mark Zuckerberg pagasse US$ 10 mensais para acessar um Facebook livre de anúncios, a receita mensal do serviço premium seria de US$ 1 bilhão. A ideia do executivo gerou certo burburinho, e uma empresa de pesquisas chamada Greenlight resolveu levá-lo a sério.

De acordo com o AllFacebook, a Greenlight entrevistou 500 usuários do Facebook em todo o mundo e descobriu que 15% deles estariam dispostos a pagar por uma rede social livre de anúncios para todos os lados. 8% deles disseram que pagariam pelo menos US$ 5 pelo benefício.

"A pesquisa da Greenlight mostrou ainda que quase 70% dizem que 'nunca' ou 'raramente' clicam em propagandas ou patrocinadores listados no Facebook, indicativo de que a apatia do consumidor é bem real", disse o COO da empresa, Andreas Pouros, ao AllFacebook.

E você, pagaria por um Facebook sem anúncios?

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.