Entenda por que as pessoas não seguem você no Twitter

Por Sérgio Oliveira

O tempo que as pessoas demoram para tomar decisões no Twitter é tão curto quanto os 140 caracteres permitidos pelo microblog. Mais breve ainda é o tempo que uma pessoa leva para decidir se deve seguir outra ou não, o que deixa pouquíssimo espaço para você surpreender o público e convencê-lo de que você é relevante e merece ser seguido.

Como chamar a atenção positivamente? Como se destacar em meio a tantos perfis? Como ser relevante e atraente para convencer mais e mais pessoas a clicarem no botão "Seguir" no seu perfil do Twitter? Os motivos que levam as pessoas a seguirem alguém ou não são inúmeros, mas nós separamos algumas dicas que podem te dar uma forcinha nessa tarefa.

Mas antes de começar, será que você já parou para pensar em como o seu perfil aparece para as pessoas que ainda não te seguem? Já refletiu se ele é "apresentável" e/ou "atraente" para essas pessoas? Se alguém encontrá-lo na "Home" ou nas sugestões de "Quem seguir", um resumo do seu perfil aparecerá para seu potencial seguidor numa janelinha. E é nessa janelinha que boa parte dos usuários decide se seguirá um perfil ou não.

Esse é o resumo de perfil apresentado às pessoas que ainda não te seguem. Será que ele é atraente suficiente para seus potenciais seguidores?

Esse é o resumo de perfil apresentado às pessoas que ainda não te seguem. Será que ele é atraente o suficiente para seus potenciais seguidores?

E para ter mais conversões do que rejeições nessa telinha, você precisa se certificar que todas as suas informações de perfil estão preenchidas e que são atrativas o suficiente para levar as pessoas a clicarem no botão "Seguir". Lembre-se: cada elemento nessa janela tem seu propósito e sua colocação não é árbitrária.

Vamos tomar por exemplo a imagem de capa do perfil. Este é o elemento mais chamativo de todos e ele diz muita coisa sobre você. É natural que essas pessoas sejam invadidas por uma euforia ou um estranho sentimento de familiariadade se elas se identificarem com aquela imagem e com a mensagem que você quis transmitir com ela.

Portanto, antes de seguir os dez passos que apresentamos abaixo, certifique-se que seu perfil está completo, com todas as informações necessárias e que seus elementos possam atrair as pessoas mais rápido do que aquela fração de segundos que elas levam para decidir se você merece ou não ser seguido.

1. "Sou o melhor em _____"– complete a frase

Se você é bom em alguma coisa, não precisa dizer às pessoas que é. Opine, comente e interaja com elas até que comecem a perceber que você entende sobre esse ou aquele assunto. Aqueles que se auto intitulam "mestres", "especialistas" ou "ninjas" sobre qualquer coisa, geralmente não são.

Esteja aberto a aprender novas coisas, a escutar opiniões de terceiros e a debatê-las. Por mais que você saiba de algo, sempre haverá espaço para aprender mais sobre o assunto (e ensinar também). Isso te trará sabedoria e respeito daqueles que te seguem.

Portanto, previna-se e evite se auto intitular especialista em alguma coisa. Isso afasta as pessoas que poderiam te seguir e irrita aquelas que já te seguem.

2. Você parece um ovo, cara

Quem levará alguém com a imagem de um ovo no avatar do perfil a sério?

Só use o avatar padrão do Twitter se você realmente parecer com um ovo

Só use o avatar padrão do Twitter se você realmente se parecer com um ovo

Os usuários se sentem desencorajados a seguir um perfil se eles não conseguem saber quem é que está por trás dele. Jamais seja negligente com seu avatar deixando a imagem do ovo lá ou colocando a foto de um artista ou celebridade que não é você. E esqueça aquele GIF animado que você achou engraçado. Eles não funcionam corretamente em alguns dispositivos.

Pelo espaço destinado ao avatar ser extremamente pequeno, aconselha-se a utilização de uma foto sua que mostre seu rosto e ombros. E lembre-se: dá para fazer coisas bem bacanas com sua imagem de avatar e de capa de perfil. Seja criativo!

3. "Siga-me que eu te sigo de volta"

Acredite, ficar suplicando para que as pessoas sigam você e prometer-lhes seguir de volta não é algo visto com bons olhos.

Não se esqueça que o Twitter não se trata de seguir pessoas cegamente, sem um motivo ou interesse. O Twitter é sobre curadoria de conteúdo, sobre selecionar os perfis e o conteúdo que é mais relevante para você. Se o conteúdo de uma pessoa que te segue não te interessa, então não há razão para você seguí-la. E pode apostar, isso não é falta de educação.

4. Você segue gente demais e é seguido por gente "de menos"

Não importa se você é uma pessoa bem intencionada ou apenas um entusiasta do Twitter que adora seguir dezenas de milhares de pessoas. Se você seguir gente demais e tiver poucos seguidores, isso espantará o público, que pensará que sua conta faz spam.

Além da disparidade entre o número de pessoas que você segue e que seguem você, a falta de tuítes também pode afastar novos seguidores

Além da disparidade entre o número de pessoas que você segue e que seguem você, a falta de tuítes também pode afastar novos seguidores

E quando falamos isso, estamos falando de uma disparidade absurda entre o número de seguidores e de pessoas que você segue. Acalme-se e tente conseguir alguns seguidores antes de entrar numa espiral alucinante e sair clicando em "Seguir" descontroladamente.

5. Não escreva sua biografia na terceira pessoa

Quem nunca assistiu a uma entrevista do Pelé e o escutou falar de si próprio em terceira pessoa? Aquilo é bem chato e irrita um pouco, certo? Mas por quê? Simplesmente porque as pessoas não gostam que você fale de si mesmo na terceira pessoa.

Ao contrário do que os livros de etiqueta pregam, escrever sobre você como se fosse uma outra falando ali não soa nada profissional. Na verdade, é bem brega e cafona. Está na cara que você não pediu a ninguém para escrever aquilo. Nem a sua mãe seria capaz de fazer isso por você!

Mesmo que seu perfil seja para fins profissionais, lembre-se que o Twitter é algo pessoal, é uma plataforma social e sua biografia deve refletir isso. Um texto simples, modesto, bem humorado e criativo é mais atrativo e certamente convencerá mais pessoas a te seguirem.

6. Cuidado para não piar demais, seu tagarela

Se você participou da estreia do Twitter em 2006 e de lá para cá tuitou pelo menos 3 vezes por dia, todos os dias, então você terá cerca de 8000 tuítes até aqui.

Alguma dúvida que esse perfil tuíta demais? Além disso, alguém realmente acredita que a Amy Winehouse é a responsável por ele?

Alguma dúvida que esse perfil tuíta demais? Além disso, alguém realmente acredita que a Amy Winehouse é a responsável por ele?

Esse pequeno cálculo põe em perspectiva a quantidade de vezes que você publicou na sua conta no microblog desde que entrou nele. Se você tuitou mais de 8.000 vezes desde então, obviamente você está acima da média. No entanto, se você tuitou MUITO mais que 8.000 vezes, então fica evidente que há um problema aí: você pia demais. E todo mundo se irrita com passarinhos que piam demais.

É possível que as pessoas se incomodem com a quantidade de vezes que você tuíta todos os dias. Com a linha do tempo poluída e cientes que só aparece o seu rostinho lá, essas pessoas deixarão de seguir você tão rápido quanto decidiram que te seguiriam. Fique atento!

7. Ninguém quer saber quão glamourosa é sua vida

A não ser que você faça parte do "Mulheres Ricas", ninguém está interessado na sua vida cheia de glamour, tampouco nos seus delírios de vanglória.

Geralmente os seus dois últimos tuítes serão lidos pelas pessoas antes de tomarem uma decisão se te seguirão ou não. Mas se esses dois tuítes forem sobre vangloriação e auto engrandecimento, esqueça. Você perdeu um potencial seguidor.

Esse tipo de coisa, associada a bajulação e lisonjas a outras pessoas, funciona como verdadeiro repelente.

8. Não utilize ferramentas que tuítam por você

Se você agenda os seus tuítes ou algum serviço que tuíta notícias automaticamente para você, então pare!

As pessoas estão no Twitter para interagir entre si, para se engajar, trocar ideias, opinar e discutir em tempo real. Você elimina qualquer possibilidade de interação ao confiar essa tarefa a um robô que lança citações e pensamentos vazios e fora de contexto em horários tidos como estratégicos.

Lembre-se: o Twitter é sobre interação em tempo real. Se você não responde a outros usuários ou não interage com eles, então sua presença lá passa a ser dispensável.

9. Então você está vendendo algo...

Se você trabalha com vendas, com marketing ou qualquer coisa do tipo, mencione isso na sua biografia. Isso funciona como um aviso às pessoas sobre o que elas podem encontrar ao seguir você. No entanto, tome cuidado para não transformar seu perfil em uma barraca de vendas da feira.

Infelizmente as pessoas não veem com bons olhos alguém que tenta vender algo no Twitter. Mas se o seu perfil se resumir somente a isso, então a coisa fica preta e muito dificilmente alguém se interessará pelo seu perfil ao ver que você só fala naquilo.

Tenha em mente que já somos forçados a consumir muita publicidade no nosso dia a dia, mesmo quando não queremos. Imagine só se alguém gostaria de ter isso em sua linha do tempo no Twitter.

10. Não faça spam por DM

Muitas pessoas acreditam estar sendo gentis ao assinar aquele serviço bacana que envia uma mensagem direta aos novos seguidores, agradecendo-lhes por seguirem o perfil, etc. Mas acredite, isso é perturbador.

Essa é uma das ações de marketing mais preguiçosas de que se tem notícia e nem de longe denota preocupação ou gentileza com a pessoa que recebe a mensagem. Se você adotou esse tipo de coisa, corra lá e cancele antes que a pessoa entre no seu perfil e deixe de te seguir.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.