CEO do Twitter diz não ver problemas em usuários não tuitarem

Por Redação | 26 de Fevereiro de 2015 às 07h56
photo_camera Reprodução

Em entrevista ao New York Times, o CEO do Twitter, Dick Costolo, falou a respeito de diversos assuntos. Entre outras coisas, o executivo contou que muitas pessoas não usam o Twitter por acharem que têm a obrigação de postar mensagens o tempo inteiro e isso não é bem verdade.

Costolo disse que a rede de microblog existe para ajudar as pessoas a ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo. "Então eu acho que, independentemente de você querer tuitar ou não, todos podem tirar proveito do Twitter prontamente", explicou. "Eu acho que ainda há um equívoco de que a razão para se cadastrar é apenas para tuitar".

De qualquer forma, Costolo assumiu ser um usuário assíduo da plataforma. Ele disse que está conectado o tempo todo e mesmo quando não está tuitando, com certeza está lendo tweets ou realizando pesquisas na rede social.

Memorando polêmico

O executivo também comentou a respeito de um recente memorando que enviou para os colaboradores da empresa dizendo: "Somos péssimos em lidar com o abuso de trolls no Twitter". Na verdade, o texto original utiliza um termo bastante informal ("we suck") para iniciar a frase, o que gerou certo burburinho na internet.

Costolo disse que essa foi a primeira vez que ele utilizou um termo deste tipo em e-mails enviados para a empresa, mas que a ideia era exatamente essa, mostrar que o Twitter realmente iria se tornar mais agressivo em relação aos abusos na rede de microblog.

Ele ainda disse que, após a divulgação do memorando, recebeu diversos e-mails com exemplos de pessoas que estavam sendo assediadas na plataforma. Agora, a ideia é definir políticas mais concretas para tentar definir o que será considerado assédio ou não na rede social.

Stand up comedy e estilo de vida fitness

Antes de se tornar CEO de uma das maiores redes sociais do mundo, Dick Costolo participava de espetáculos de comédia de improviso. Ao ser questionado se isso o ajudou no mundo dos negócios, Costolo disse que, tanto no improviso quanto nos negócios, é preciso prestar atenção no momento e ouvir com atenção.

"A noção de 'Sim, e' na improvisação é, eu acho, importante em qualquer tipo de discussão", disse. Costolo está se referindo a uma das regras da improvisação, que diz que não basta dizer que sim, mas "Sim, e…". É preciso concordar e, em seguida, acrescentar alguma coisa que você mesmo criou.

Outra característica do CEO que nem todos conhecem é o seu lado fitness. Costolo fazia parte da equipe de CrossFit do Twitter. O executivo explica que utiliza esse tipo de programa de treinamento para ajudá-lo com problemas de concentração. "Eu faço essas coisas porque elas são fisicamente intensas o suficiente para que você não possa pensar em outra coisa enquanto está fazendo elas".

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.