CEO do Twitter confessa que site não sabe lidar com os trolls

Por Redação | 05.02.2015 às 11:43
photo_camera Reprodução

Todos sabem o quanto os trolls incomodam o bom relacionamento entre os usuários de redes sociais. Uma simples opinião pode se tornar algo problemático quando eles aparecem comentando nas postagens. Esse tipo de usuário é um problema tão grande para os sites desse tipo que o CEO do Twitter, Dick Costolo, acabou assumindo a responsabilidade por eles ainda continuarem na rede dos 140 caracteres.

Segundo informações do The Verge, Costolo já teria realizado diversos comentários sobre a ação dos trolls em comunicações internas na sede do Twitter, em São Francisco, EUA. O CEO pareceu interessado em assumir a responsabilidade pessoal por não ser mais direto em lidar com o problema em curso, que ele admite que está causando a perda de usuários no serviço.

"Somos péssimos em lidar com o abuso de trolls no Twitter e temos sofrido com isso há anos", escreveu Costolo em um memorando enviado nesta segunda-feira (02). "Perdemos usuários após usuários por não abordarmos as questões referentes aos trolls e o que enfrentamos todos os dias", acrescenta o comunicado.

Na mesma mensagem, o executivo demonstrou o quanto está decepcionado com a maneira que o Twitter está lidando com a situação: "francamente, estou com vergonha de quão mal temos lidado com esta questão durante o meu mandato como CEO". Ele continua dizendo que "não há desculpa para isso" e assume "total responsabilidade por não ser mais agressivo nesta frente. Não é culpa de ninguém, mas minha, e é embaraçoso".

O CEO prometeu que serão feitos mais esforços para combater as ações dos trolls no Twitter ou, pelo menos, garantir que "quando eles se pronunciarem, ninguém consiga ouvi-los".

Os comentários de Dick Costolo vêm em resposta a uma pergunta de um funcionário que indagou sobre qual a ação que a empresa estava tomando para ajudar pessoas como a escritora Lindy West, que recentemente escreveu uma peça sobre as experiências de abuso que sofreu durante a utilização de várias redes sociais.

Agora fica a esperança de que os comentários do executivo se reflitam em ações concretas para os usuários, que se sentem atormentados pelos trolls que usam a rede de microblogs. O compromisso assumido por Costolo é de realizar algumas mudanças para que o Twitter seja um lugar mais agradável para compartilhar pensamentos e opiniões.

Fonte: http://www.digitaltrends.com/social-media/twitter-boss-admits-suck-dealing-trolls/