Busca Social: mecanismo de pesquisa do Facebook chega a iPhones e iPads

Por Redação | 09.12.2014 às 12:37 - atualizado em 09.12.2014 às 13:53

A busca por coisas específicas no Facebook nunca foi algo muito prático, mas a rede social tem se esforçado para oferecer soluções mais úteis nos últimos anos. A novidade para este final de ano fica por conta da chamada "Busca Social", que agora chega ao app oficial da rede para iPhones e iPads.

Como destaca o Tech Crunch, a ferramenta foi lançada há dois anos com o objetivo de oferecer resultados personalizados de acordo com os relacionamentos do usuário. Por exemplo, ao digitar "cães", o sistema leva em consideração o que o assunto tem a ver com seus amigos, locais visitados, campos de interesse, atualizações na Linha do Tempo, entre outras coisas.

O recurso tem ido um pouco além e incluído, por exemplo, recomendações de amigos sobre um assunto, o que pode aproximar o resultado da busca com resultados exibidos pelo Google. Também é possível encontrar menções recentes em notícias ou artigos de conhecidos, de forma semelhante ao Twitter.

No Brasil, algumas funcionalidades da Busca Social estão presentes em desktops e dispositivos móveis, mas não trazem resultados de posts, como na versão original.

A promessa de Mark Zuckerberg é que o recurso não contará com anúncios embutidos, o que pode acabar prejudicando alguns estabelecimentos que procuram um melhor posicionamento entre o público a partir das buscas. Portanto, aliando essa ideia ao fato de que tudo tem sido capitalizado em tablets e smartphones, é possível que muito em breve vejamos a empresa seguir esse caminho.

Apesar disso, parece que a rede social está mais focada em disponibilizar a busca em outros idiomas do que monetizá-la. Segundo os desenvolvedores, a interação das palavras varia bastante de acordo com a língua e por isso nem sempre é fácil utilizar todo o gigante banco de dados para obter resultados tão relevantes e curiosos com a mesma eficiência do que quando se usa o inglês.

Além disso, a empresa acredita que a Busca Social é capaz de manter os usuários conectados ao site por mais tempo, já que eles conseguem "vasculhar" memórias de eventos passados com mais facilidade graças ao recurso. Logo, faz sentido que ela esteja concentrando seus esforços em disponibilizá-la em outros idiomas antes de monetizar o recurso.

A Busca Social deve chegar em breve também a aparelhos com o sistema operacional Android e, com isso, o a companhia espera misturar mecanismos de buscas do Google e do Twitter para competir nesse nicho a partir da memória afetiva do usuário. É mais uma briga de gigantes que vai afetar o dia-a-dia do uso da rede social.

Fonte: http://techcrunch.com/2014/12/08/facebook-keyword-search/?ncid=rss