Brasil foi o quinto país que mais pediu informações de usuários ao Twitter

Por Redação | 01.08.2014 às 17:00

O Twitter divulgou nesta sexta-feira (01) seu novo relatório de transparência, que mostra a quantidade de informações da rede social requisitadas por governos no primeiro trimestre deste ano.

Na lista, o Brasil aparece como o quinto país que mais solicitou informações à empresa, com 77 pedidos sobre 157 diferentes contas. Apenas 39% dos pedidos feitos pelo governo brasileiro foram atendidos pela rede social, no entanto.

O país ficou atrás apenas dos Estados Unidos (1.257 pedidos), Japão (192), Arábia Saudita (189) e Reino Unido (78). Sozinho, os Estados Unidos foram responsáveis por 61% de todos os pedidos.

No total, foram realizadas 2.058 requisições de 54 governos diferentes, um aumento de 46% em relação aos 1.410 pedidos realizados no semestre anterior. Oito países pediram informações pela primeira vez.

Em relação aos usuários, um total de 3.131 contas foram afetadas pelos pedidos – um aumento de 48%, também em relação ao segundo semestre de 2013. Segundo o Twitter, algum tipo de informação foi entregue aos governos em 52% dos casos.

"O crescimento constante [das requisições de informações] pode ser atribuído à expansão internacional do Twitter, mas também parece seguir uma tendência da indústria", escreveu o site no relatório. "Como sempre, vamos continuar a fornecer avisos para os usuários afetados quando não formos proibidos de fazê-lo".