5 dicas para melhorar seu perfil e ser encontrado no LinkedIn

Por Gabriel Tonobohn | 25 de Outubro de 2013 às 06h35
photo_camera VentureBeat

O LinkedIn Brasil anunciou que já existem 15 milhões de usuários brasileiros na rede social para profissionais. O Brasil é o terceiro maior mercado do mundo para o LinkedIn, e cada vez mais empresas e consultorias de RH vêm usando a ferramenta para encontrar os candidatos ideais.

Por isso, é cada vez mais importante ter não apenas um bom Curriculum Vitae preparado, mas também um perfil bem feito e completo no LinkedIn, mesmo que você não esteja procurando por um novo emprego no momento. Na verdade, cerca de 65% dos usuários do LinkedIn não estão procurando por novos empregos, segundo dados da própria empresa, mas você nunca sabe quando a oportunidade pode bater à porta.

Um bom perfil no LinkedIn é aquele que torna mais fácil para um recrutador encontrá-lo na rede. Claro, depois de encontrá-lo, ele também precisa gostar do que está ali. Então veja algumas dicas bacanas para montar o melhor perfil possível na rede.

Antes de tudo, desabilite a divulgação de status

Antes de começar a mexer em seu perfil, desabilite a divulgação de atividades e status. Se você não fizer isso, seus contatos receberão atualizações a cada mudança que você fizer no seu perfil. Se você está atualmente empregado, provavelmente não vai querer que todos saibam que você está "buscando oportunidades".

Para fazer isso, clique na sua foto no canto superior direito, depois em Configurações de Privacidade. No link Ativar/Desativar divulgação de atividades e status, desabilite a caixa de salve as alterações.

1 - Tenha uma boa foto

Essa é uma das dicas mais importantes. Segundo o próprio LinkedIn, perfis com fotos têm em média 11 vezes mais chances de serem abertos do que perfis sem fotos. Portanto, vale a pena perder alguns minutos escolhendo sua melhor foto. Claro, não vale aquela foto de você de bermuda e sem camisa na praia, já que essa é uma rede para profissionais, mas isso não quer dizer que você precisa estar de terno e gravata. Apenas escolha uma boa foto apresentável.

2 - Invista em um bom resumo

O seu resumo é a primeira coisa que alguém vai ler em seu perfil, e a primeira impressão é a que conta. Portanto, gaste um tempo montando um bom resumo. Você tem poucos segundos para cativar e prender a atenção de quem lê seu perfil, portanto seja breve e tente mostrar em poucas linhas quem você é e o que você faz.

3 - Foque em seus resultados

Ao descrever suas experiências de trabalho, foque principalmente nos seus resultados, e não apenas nas funções desenvolvidas naquele cargo. Utilize frases claras e sucintas, sem enrolar demais.

4 - Adicione competências

Uma das coisas mais importantes é conseguir ser encontrado pela busca do LinkedIn. Por isso, use o máximo possível de palavras-chave sobre sua atividade profissional, como TI, marketing, saúde, etc. Peça para seus contatos, principalmente colegas e ex-colegas de trabalho, te recomendarem para essas competências.

5 - Deixe seu perfil o mais completo possível

Quanto mais completo seu perfil, mais fácil será achá-lo. E depois de achá-lo, mais fácil será para a pessoa que o visualiza saber quem é você e o que você faz. Por mais chato que pareça, siga os passos que o próprio LinkedIn recomenda para preencher seu perfil com as melhores informações, mas sem ficar enrolando ou inventando coisas.

Depois de fazer tudo isso, pode habilitar novamente a sua divulgação de status. É sempre uma boa ideia, principalmente se você está de fato procurando emprego, explorar ainda mais o LinkedIn, fazendo novos contatos, entrando em grupos de discussão e se candidatando a vagas que já aparecem na rede. Como dissemos, cada dia mais pessoas estão usando o LinkedIn para buscar novos candidatos, e você certamente não vai querer ficar de fora.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.