32 milhões de credenciais do Twitter são postas à venda por hacker

Por Redação | 09 de Junho de 2016 às 09h36
photo_camera Divulgação

32 milhões de contas do Twitter estão em mãos de um hacker russo identificado como Tessa88. Os dados foram obtidos de um banco de dados que continha endereços de e-mail, nomes de usuários e senhas textuais, que segundo o hacker somavam 379 milhões de usuários da rede social. No entanto, analistas da LeakedSource tiveram acesso aos dados e reduziram a quantidade de registros para 32 milhões, visto que grande parte das informações estavam duplicadas.

Analistas acreditam que o vazamento das informações, que estão sendo comercializadas pelo hacker russo por 10 bitcoins, o equivalente a cerca de R$ 19,5 mil, não ocorreu devido a alguma falha no microblog e que o roubo não foi resultado de um ataque direto à rede social. Há uma forte hipótese de que as credenciais conseguidas por Tessa88 foram obtidas através de esquemas de malware que se instalam em browsers como o Chrome e o Firefox.

"Temos a certeza de que estes dados não foram obtidos através de uma falha de segurança nas nossas bases de dados, pois temos trabalhado muito no sentido de proteger as informações pessoais dos nossos usuários, principalmente após os recentes casos do gênero", declararam os responsáveis pela segurança do Twitter.

A equipe da rede de microblogs testou informações de 15 usuários para constatar que realmente o vazamento dá acesso às contas dos usuários. "Para ajudar a manter as pessoas seguras e contas protegidas, temos comparado os nossos dados aos que foram vazados recentemente", confirmou a equipe da rede social.

Há quem acredite que o malfeitor digital também esteja ligado aos vazamentos de contas do LinkedIn, que, inclusive, levaram ao acesso do perfil de Mark Zuckerberg e outras personalidades na plataforma.

Via TechCrunch

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.