10 maneiras de ser preso com apenas um tweet

Por Redação | 19 de Julho de 2013 às 09h50
photo_camera Blog Kawanamu

Os 140 caracteres do Twitter podem não ser suficientes para escrever tudo o que uma pessoa deseja, mas, sem dúvidas, é o suficiente para que alguns acabem atrás das grades. Ao longo dos anos, uma série de pessoas – a maioria adolescentes – foram presas por seus tweets.

Grande parte das mensagens que levaram a prisões era violenta, mencionando fuzilamentos em massa, assassinatos, ameaças de bomba e assim por diante. Muitas vezes, as mensagens são apenas sarcásticas, brincadeiras de mau gosto ou até mesmo um "problema de comunicação", mas mesmo assim acabam mal para os twitteiros. O pessoal do BusinessInsider separou alguns exemplos daquilo que você não deve escrever nas redes sociais se não quiser acabar preso.

1. Twittar sobre "homicídio em massa"

Um estudante norte-americano de 15 anos twittou sobre o julgamento do caso Zimmerman antes do veredito ser anunciado.

George Zimmerman, um vigia voluntário, é acusado de matar o jovem Travyon Martin em fevereiro do ano passado. Martin era um adolescente negro e estava desarmado no momento de sua morte, mas um tribunal da Flórida absolveu o vigia alegando que ele agiu em legítima defesa. O caso gerou muita controvérsia.

"Se Zimmerman for libertado, vou atirar em todo mundo em Zion, causando um homicídio em massa, e vou escapar como Zimmerman", dizia o tweet de @Mark12394995.

De acordo com o News-Sun, Mark foi detido e levado à delegacia local, onde a polícia investigou a situação e percebeu que a ameaça não era real. O garoto foi liberado depois que as autoridades se certificaram que ele não possuía uma arma ou acesso a armas. Agora ele vai responder por provocar a desordem.

<

Tweet sobre homicídio em massa

2. Twittar sobre o assassinato do presidente

Em setembro de 2012, um dia antes da Convenção Nacional Democrata na Carolina do Norte, Donte Jamar Sims, 21 anos, sentiu a necessidade de twittar algo realmente alarmante: "Bem, eu vou assassinar o presidente Obama esta noite!...Tenho que pegar esse macaco enquanto ele está na cidade".

Essa foi apenas uma das mensagens que ele postou, entre outras que diziam que o Serviço Secreto se sentiria indefeso ao ver o rifle na testa do presidente. Resultado? Foi preso, óbvio. Ele ainda escreveu um pedido de desculpas, mas não adiantou muito, afinal ele "apenas" ameaçou matar o presidente dos Estados Unidos em uma rede social...

Tweet sobre assassinar Obama

3. Incentivar outras pessoas a matar o presidente

Tão ruim quanto ameaçar a vida do presidente do seu país (ou de qualquer outro) no Twitter, é incentivar outras pessoas a fazê-lo. Mas Jarvis Britton, 26 anos, não pensou muito nisso. Em setembro do ano passado ele escreveu: "Sim, você pode matar o presidente com cianeto, quem colocaria isso na água/café?" Ele foi condenado a passar um ano na prisão federal.

Twitter_Incentivar as pessoas a matar o presidente

4. Twittar algo que soa como uma ameaça de bomba

Um adolescente australiano de 16 anos estava a caminho de um show da cantora Pink e se empolgou com a ideia de que iria ouvir ao vivo a música da cantora chamada "Timebomb" (que significa "bomba-relógio"). Ele então resolveu fazer um trocadilho infeliz com o nome da música e escreveu: "@Pink Eu estou pronto com a minha bomba. É hora de explodir".

O adolescente alega que foi preso durante o show, pois os policiais o reconheceram pela foto de seu avatar no Twitter. O pai do adolescente disse que os responsáveis pela arena onde acontecia o show pediram para que a polícia prendesse seu filho, e sobrou para ele ir buscá-lo na delegacia. Mais tarde, o adolescente esclareceu que seu tweet era inofensivo e se referia apenas à música. Coitado.

Tweet sobre bomba no show da Pink

5. Desafiar as autoridades no Twitter

Wanda Podgurski estava fugindo da polícia após ser acusada de fraude de seguros em massa, mas ela não obedeceu a primeira regra de um foragido: se esconder! Ela escreveu em seu Twitter: "Pegue-me se puder". E eles a pegaram.

Depois de quatro meses viajando entre Seattle, Boston, Las Vegas e México, ela finalmente foi presa graças ao seu tweet, que permitiu às autoridades descobrir seu paradeiro. Será que ela tentou criar uma versão moderna do filme "Prenda-me se for capaz", com Leonardo DiCaprio? Bom... de qualquer forma, não deu certo.

Tweet Catch me if you can

6. Twittar sobre realizar um tiroteio em uma escola

Um adolescente do sul da Flórida foi preso após twittar sobre tiroteio em uma escola logo após a tragédia na escola primária de Sandy Hook. O estudante ameaçou efetuar disparos em sua escola. Ao ser capturado, ele disse à polícia que não era uma ameaça, mas sim um alerta para que as pessoas entendam que se trata de um assunto sério. Sinto informar garoto, mas você está fazendo isso errado.

7. Twittar sobre matar um atleta olímpico

No ano passado, durante os Jogos Olímpicos em Londres, um adolescente de 17 anos foi preso por postar uma mensagem dizendo que iria atirar no atleta Tom Daley. O adolescente estava com raiva porque Daley não conseguiu uma medalha, e quando outros usuários da rede de microblogging saíram em defesa do atleta, @Rileyy_69 disse: "Tenho uma licença de arma para caçar pássaros e vou atirar em vocês também." O matador de passarinhos foi levado para uma delegacia em Londres, onde precisou esclarecer a intenção por trás de seus tweets.

Tom Daley_Twitter

8. Twittar coisas racistas e antirreligiosas sobre um soldado que foi morto

Depois que um soldado britânico foi assassinado, dois jovens resolveram expressar sua opinião ofensiva sobre o assunto. Ambos foram presos sob suspeita de incitar o ódio racial e religioso. "Comentários como esses são completamente inaceitáveis e só causam mais danos à nossa comunidade", disseram as autoridades ao jornal The Independent. Eles foram liberados após o pagamento da fiança.

9. Twittar que vai explodir um aeroporto

Quando Paul Chambers percebeu que seu voo estava atrasado devido à previsão de neve, ele resolveu twittar sua frustração. O problema é que ele resolveu dizer que iria explodir o aeroporto. Resultado? Prisão.

Em sua defesa, Chambers disse que nunca pensou que alguém no aeroporto iria ler seu tweet, muito menos levá-lo a sério.

Tweet sobre explodir o aeroporto

10. Dedurar a localização da polícia em uma manifestação

Elliot Madison, de 41 anos, foi preso em Pittsburgh, Estados Unidos, depois de twittar a respeito do paradeiro da polícia durante um protesto em 2009. A queixa-crime contra Madison dizia que ele infringiu a lei ao usar o Twitter para direcionar manifestantes envolvidos em atos criminosos para longe da polícia e evitar sua prisão, além de informá-los sobre os movimentos e ações da polícia. Ele foi libertado após o pagamento da fiança.

protesto sp
Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!