10% dos usuários do Facebook não são humanos, incluindo o cachorro de Zuckerberg

Por Redação | 27 de Maio de 2013 às 18h51

O Facebook anunciou recentemente que possui mais de 1,1 bilhão de usuários cadastrados em seu serviço, mas cerca de 10% desse total não são compostos por seres humanos. Uma nova pesquisa afirma que pelo menos 100 milhões de usuários da rede social são cachorros, gatos, empresas e marcas, incluindo o próprio cachorro de Mark Zuckerberg que também possui uma página com mais de 1,5 milhão de 'curtidas'.

A pesquisa, produzida pela eMarketer, indica que apenas 889,3 milhões entre o bilhão de usuários são pessoas reais que mantêm seus perfis na rede social. O Facebook, por sua vez, afirma que não deve atingir a marca de um bilhão de usuários humanos em seu serviço até 2014. Atualmente, o maior crescimento da rede está localizado em países como Brasil, Índia, Rússia, África e Oriente Médio, e espera-se que em cada região o número de usuários aumente 30% ao longo de 2013.

Já em países como Estados Unidos, Reino Unido e Europa Ocidental, a rede social tem visto um declínio constante em seu crescimento. Para ter uma ideia, a metade da população dos EUA e Reino Unido utiliza ativamente a rede social, mas a maioria das pessoas é menos ativa do que costumava ser nessas regiões.

Nos últimos anos, internautas em países como China, Rússia, Japão e Coreia do Sul têm optado pela utilização de redes sociais locais ao invés do Facebook, comprometendo o crescimento em sua base de usuários. Estima-se que em 2017 os usuários do Facebook correspondam a 69,5% do total de usuários de redes sociais em todo o mundo. No entanto, os investidores estão bastante preocupados com o fato dos adolescentes terem se cansado da rede social e terem decidido migrar para outros sites, principalmente, pela chegada de seus pais ao Facebook.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.