Kamala Khan, o Peter Parker da atual geração, chega às bancas brasileiras

Por Redação | 22 de Fevereiro de 2016 às 11h15

Ms. Marvel - Nada Normal é o encadernado que a Panini Comics colocou nas bancas com as cinco primeiras edições das histórias em quadrinhos da personagem criada por G. Willow Wilson, Sana Amanat, Stephen Wacker e Adrian Alphona. A jovem muçulmana Kamala Khan assume o posto que outrora pertenceu a poderosa vingadora Carol Danvers e protagoniza uma das melhores narrativas dos últimos anos para quem deseja começar a ler quadrinhos de super-heróis.

Na trama, acompanhamos o cotidiano de Kamala Khan, uma jovem muçulmana que não se sente nenhum pouco normal por causa dos costumes de sua cultura em relação à vida da grande maioria de pessoas de Jersey City. A protagonista ganha seus poderes quando as névoas dos Inumanos são liberadas sobre a Terra, transformando-a em algo que ela sempre amou: super-herói. A personagem é pensada aos tempos atuais, mesmo que sua origem seja bastante comum a dos ícones criados nos anos 60.

Ms. Marvel Capa

Kamala é um respiro de novidade perto dos típicos super-heróis persentes nas histórias em quadrinhos. Além disso, ela consegue ser muito bem trabalhada em relação às questões culturais ao ser inserida como uma estranha no ninho. Ela ainda é jovem e precisa se adaptar ao que o islamismo considera certo ou errado, o que se torna um conflito interno ainda maior quando ela convive com tantos jovens com o estilo de vida norte-americano padrão. Para facilitar o vínculo do leitor com a personagem, ela é nerd de carteirinha, trazendo várias referências ao longo da história.

Ela é praticamente a versão perfeita do Peter Parker da década de 60. Pessoa deslocada, com problemas para interagir com o mundo ao seu redor, nerd e que se sente mais livre após colocar a máscara. Tanto o personagem clássico quanto ela são mais interessantes do que seus alter egos heroicos. Até a essência do lema "Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades" é retratada nos diálogos e escolhas de Kamala. A jovem sempre sonhou em ser poderosa e fantástica como a Capitã Marvel, mas como lidar com todas as mudanças? Como agir para fazer as escolhas corretas? Salvar as pessoas é mais importante que a vida pessoal?

Essa temática funciona magistralmente por causa do roteiro impecável da quadrinista, também muçulmana, Willow Wilson e da bela arte de Adrian Alphona. Os quadros são simples e não confundem a narrativa, nem se transformam em exageros. Quando uma situação importante ocorre, você entende porque precisa tornar o espaço do desenho maior e impactante. As ilustrações conseguem ser delicadas e bastante específicas para as características de cada personagem, além de criar a impressão correta de diminuição ou crescimento dos poderes da Ms. Marvel.

Ms. Marvel arte interna

Ms. Marvel - Nada Normal é o melhor exemplo possível para quem quer começar a ler quadrinhos, mas não sabe por onde. Mesmo que haja outras ótimas publicações da Marvel sendo lançadas atualmente, como Demolidor e Gavião Arqueiro, nada consegue unir tão bem o frescor de novidade e a beleza de uma narrativa primorosa num universo popularmente conhecido quanto essas primeiras histórias de Kamala Khan.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.