Homem-Aranha terá minissérie em quadrinhos escrita por J.J. Abrams

Por Felipe Demartini | 20 de Junho de 2019 às 15h00
Tudo sobre

Marvel

Saiba tudo sobre Marvel

Ver mais

O mistério em torno de um grande anúncio da Marvel Comics chegou ao fim nesta quinta-feira (20). A série de teasers, publicadas nas redes sociais da editora ao longo de toda a semana, se refere a uma nova história de Homem-Aranha, escrita pelo diretor J.J. Abrams ao lado de seu filho, Henry Abrams.

O diretor de Star Wars: O Despertar da Força e Star Trek afirma estar diante de um novo olhar sobre o personagem, contando com a presença de Cadaverous, um novo vilão especialmente criado para a minissérie. Os Abrams também contam com a presença de Sara Pichelli nos desenhos, com a criadora de Miles Morales contribuindo para dar, também, um novo visual à empreitada limitada, que chega às bancas americanas em setembro.

Minissérie do Homem-Aranha escrita por J.J. Abrams e pelo filho, Henry, trará um novo vilão e começa em setembro (Imagem: Divulgação/Marvel Comics)

Não existem, entretanto, detalhes sobre a trama. Além da presença de Cadaverous e, claro, do próprio Homem-Aranha, Mary Jane aparece na capa conceitual da primeira edição, que também permite um olhar preliminar sobre o novo vilão. A arte, aqui, é de Olivier Coipel, que também acumula trabalhos com o Cabeça de Teia, X-Men e Batman, além de outros personagens da Marvel e da DC Comics.

Essa é uma história que começou, na realidade, há dez anos, quando Nick Lowe, editor da Casa das Ideias, entrou em contato com Abrams sobre a possibilidade de escrever uma minissérie do Homem-Aranha. A ideia acabou sendo ventilada diversas vezes ao longo dos anos, até que o diretor dividiu a oportunidade com seus filho, Henry, que teria sido o maior incentivador para que a proposta efetivamente se tornasse realidade.

A presença de nomes desse tipo nos quadrinhos do Teioso, claro, é uma boa notícia para os fãs, mas também representa um desfecho bem diferente do que os aficionados estavam esperando. Desde o começo da semana, quando os teasers começaram a serem divulgados nas redes sociais da Marvel, a expectativa era por uma continuação da saga de Sam Raimi, iniciada nos cinemas, com um possível Homem-Aranha 4 ganhando as páginas, com base em um roteiro que jamais se tornou realidade.

Isso se devia ao fato de a arte usada para a contagem ser bastante semelhante à utilizada nos créditos iniciais, logotipos e outros materiais de divulgação dos filmes de Raimi, uma trilogia iniciada em 2002 e finalizada em 2007, além do fato de a contagem ter sido iniciada, justamente, no número quatro. Com grandes lucros e dois filmes de bastante qualidade, sendo um terceiro bem questionável, a saga estrelada por Tobey Maguire é citada como responsável pela mudança no aspecto geral dos filmes de herói, com muitos considerando que ela é a percursora do que temos hoje, no Universo Cinematográfico da Marvel.

Vale a pena citar, ainda, que a ideia de um multiverso vem sendo bastante citada desde os eventos dos dois últimos filmes dos Vingadores e, inclusive, deve ser um tema em Homem-Aranha: Longe de Casa, que estreia no dia 4 de julho. Com isso, uma união entre os Aranhas interpretados por Tom Holland, Andy Garfield e Maguire não apenas soa possível para os fãs, de maneira canônica, como seria uma vontade de muitos. Mas aqui, entretanto, estamos especulando e nada sobre isso existe de forma concreta.

De volta ao que é sólido, então, a minissérie de Abrams, intitulada apenas Spider-Man, terá sua primeira edição publicada nos Estados Unidos em setembro. Ainda não existe previsão para os outros exemplares ou de uma chegada ao Brasil.

Fonte: Marvel Comics (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.