Diante da briga entre Marvel e Fox, revista do Quarteto Fantástico chega ao fim

Por Redação | 30.04.2015 às 14:12

O Quarteto Fantástico chegou ao fim — pelo menos nos quadrinhos. Conforme prometido inicialmente pela Marvel, a revista protagonizada pela família fantástica será descontinuada e os primeiros detalhes sobre a última história do supergrupo começam a aparecer.

A conclusão acontece na revista The Fantastic Four # 645 que chega às bancas nesta semana e mostra qual o rumo dos heróis após o término da publicação. No entanto, quem esperava ver cada membro seguindo seu rumo ou algo mais trágico se enganou. Tudo acaba muito bem, com um gostinho de final feliz típico da Disney.

Na história, a família se reúne nas ruas de Manhattan para enfrentar sua última batalha contra o vilão Psycho Man e uma versão dos Vingadores de uma realidade alternativa. Para isso, o Quarteto se alia a alguns de seus clássicos vilões para salvar nosso mundo e tudo acaba bem.

Mais do que isso, o Tocha Humana recupera seus poderes, Sue e Reed Richards continuam juntos e todos de juntam para reconstruir o Edifício Baxter, a sede do Quarteto Fantástico.

Quarteto Fantástico

O clima pegou muita gente de surpresa por ser uma conclusão bem mais leve do que muita gente esperava. Desde que a Marvel e a Fox começaram a brigar pelos direitos dos personagens, o público viu a equipe ser colocada cada vez mais em segundo plano dentro da editora e esperava ver um fim trágico para eles. Não foi o que aconteceu.

Isso fez com que muita gente acreditasse que a empresa apenas preferiu colocar o Quarteto Fantástico na geladeira por um tempo para, em algum momento no futuro, poder reaproveitá-lo sem precisar de grandes reviravoltas de roteiro para isso.

Vale lembrar ainda que a Fox está prestes a estrear um novo filme estrelado pela superfamília e que já há até mesmo uma sequência engatilhada para os próximos anos. Assim, se a ideia é deixar os heróis guardados até que o estúdio desista dos filmes, pode ser que fiquemos um bom tempo sem vê-los nos gibis.

Via: IGN