AOL usará dados de clientes da Verizon para crescer no mercado de publicidade

Por Redação | 31.03.2016 às 10:58

Desde que a Verizon adquiriu a AOL no ano passado, o objetivo final é combinar os dados e tecnologia das duas empresas para construir um negócio de publicidade lucrativo. A operadora já havia deixado claro que irá compartilhar os dados de navegação de seus clientes para melhorar os anúncios da empresa de internet. Para começar a colocar isso em prática, o CEO da corporação nova-iorquina, Tim Armstrong, disse ao Wall Street Journal que um pequeno grupo de clientes já está testando novos meios de publicidade.

Os clientes podem ter acesso aos dados da Verizon sobre a localização dos usuários para descobrir se alguém foi para uma determinada loja depois de ver um anúncio, por exemplo. Apesar da ideia ser bastante interessante para as empresas, ela pode colocar a Verizon em maus lençóis. Isso porque a Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos Estados Unidos já multou a empresa em US$ 1,35 milhão pelo uso de "supercookies". Como parte de seu acordo com a FCC, a empresa concordou em pedir permissão de seus clientes antes de compartilhar dados de rastreamento com outras empresas. A Comissão também propôs novas regras em torno da quantidade de dados que podem ser compartilhados com terceiros sem permissão do cliente.

"Imagine se uma rede de hotéis fornecesse o banco de dados de seus clientes frequentes para a Verizon. Isso poderia ser compensado com dados de mais de 100 milhões de clientes sem fio da companhia, além dos próprios dados da AOL, para atingir os clientes do hotel com anúncios de promoções. Mais tarde, os dados de vendas do hotel e os dados de clientes da gigante de telecomunicações poderiam ter uma referência cruzada para ver quantas dessas pessoas posteriormente visitou o hotel", exemplificou Armstrong.

Em 2020, o CEO do antigo provedor de internet espera que a empresa salte dos atuais 700 milhões de usuários para 2 bilhões e gere entre US$ 10 bilhões e US$ 20 bilhões em receitas. Com isso, Armstrong disse que a empresa estaria no topo das empresas de mídia. Para atingir esses objetivos, a nova companhia de mídia deverá utilizar algumas táticas interessantes, começando com uma oferta pelo Yahoo, segundo fontes do WSJ. Caso isso aconteça, a AOL ganharia cerca de um bilhão de usuários mensais vindos da empresa liderada por Marissa Mayer.

Tanto a Verizon quanto a AOL estão interessadas em ampliar os limites aceitáveis da publicidade, incluindo o marketing móvel. Atualmente, Facebook e Google são as duas principais empresas do setor e continuam crescendo rapidamente. Verizon e AOL ainda são muito pequenas, mas juntas podem conseguir uma boa parcela do mercado, principalmente com uma possível aquisição do Yahoo.

Via Engadget

Fonte: http://www.engadget.com/2016/03/30/aol-bid-for-yahoo/http://www.theverge.com/2016/3/30/11330812/verizon-share-customer-location-data-with-aol-advertising