Toda a internet bloqueará anúncios em 2018, diz estudo

Por Redação | 30 de Agosto de 2013 às 16h41

Você bloqueia toda a publicidade que vê na internet? Um estudo da consultoria PageFair mostrou que em 2018, toda a internet estará usando programas que bloqueiam propagandas em navegadores. Atualmente, 22,7% dos 220 sites que participaram do estudo são afetados por esses softwares.

No ano passado, o Google perdeu US$ 887 milhões devido a sistemas de bloqueio de anúncios. Por isso, a empresa baniu de sua loja de extensões, a Chrome Store, o AdBlock Plus, em março deste ano. O plug-in continua funcionando no Firefox.

Pouco depois, o Google passou a ser uma das únicas empresas que pagam o AdBlock para obter um passe-livre para exibir seus anúncios e evitar mais perdas financeiras.

A notícia, que é extremamente preocupante para o mercado de publicidade digital, pode ser um tanto exagerada, como apontou o jornal The New York Times, já que a PageFair ganha dinheiro ajudando empresas a evitar programas como o AdBlock. Sendo assim, ela estaria puxando a sardinha para o seu lado.

Além disso, a pesquisa foi feita apenas com sites que pagam a PageFair para rastrear as taxas de bloqueio de publicidade. No entanto, o relatório cita dados do Google Trends que mostram a duplicação das pesquisas pelo termo “adblock” no último ano.

Em todo caso, a PageFair dá duas dicas para empresas de publicidade: evite anúncios intrusivos e explicar aos leitores de onde vêm a receita dos sites gratuitos e porque isso é importante para o que serviço não passe a ser pago.

Fonte: Business Insider&

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.