SMS como alternativa para PMEs

Por Colaborador externo | 27 de Junho de 2014 às 08h45
photo_camera CNN

* Por Victor Knewitz

No Brasil as micros, pequenas e médias empresas representam 99% do total nacional. Elas são responsáveis por cerca de 57 milhões de empregos – 60% dos postos de trabalho brasileiros – e compões 20% do PIB (Produto Interno Bruto). Apesar desses grandes números, a capacidade delas em investir em ações de marketing com seus clientes ainda é tímida.

O motivo? Custos altos. Colocar anúncios em televisão, rádio, revista ou outdoor são opções caras, principalmente nas grandes cidades. Porém, manter um bom relacionamento com seu cliente, mesmo quando ele está fora da sua empresa é essencial para mantê-lo fiel e sempre presente.

Para auxiliar nessa tarefa há ferramentas tão ou mais eficazes do que uma publicidade tradicional e com um custo bem mais acessível. Uma alternativa abrangente a 100% dos consumidores é o envio de SMS marketing que em muitos casos, mostra um retorno de mais de três vezes sobre o investimento.

Utilizando tecnologia simples de telefonia móvel, sem estar atrelada a aplicativos ou aparelhos sofisticados, o SMS é eficaz com todos os perfis de público, independentemente do serviço ou produto oferecido.

Embora seja um recurso muito utilizado entre os usuários da telefonia móvel, o SMS ainda é pouco explorado pelas empresas, até mesmo pelos varejistas que podem aproveitar essa comunicação de infinitas formas. Vale ressaltar que mesmo com a baixa frequência de empresas que investem no SMS como canal de marketing, os consumidores estão abertos a aceitar esse novo modelo de comunicação, especialmente quando há vantagens para os consumidores.

Entretanto, para as ações terem resultados positivos é primordial que essa comunicação seja feita de maneira profissional, sempre respeitando o desejo do cliente em receber ou não esses informativos. Para isso, há empresas no mercado com

know-how para orientar a melhor forma de fazer essa interação. Afinal, o SMS é lido por mais de 90% dos consumidores que o recebe em menos de três minutos.

Pesquisa recente realizada pela Quanti, a pedido da Zenvia, constatou que dos 70% dos entrevistados que revelaram ter recebido algum conteúdo de marketing por SMS, metade deles (52%) gostou da informação. Cupons de desconto e alertas de promoções são os dois principais tipos de conteúdo que os consumidores gostariam de receber por SMS, com, respectivamente, 65% e 62% das respostas. Promoção no modelo leve 3 e pague 2 (42%), convites para eventos (37%) e informações de lançamentos de produtos e coleções estão na sequência (29%)*. Porém os conteúdos enviados atualmente não atendem a esta ordem de importância: apenas 15% revelaram ter recebido cupons de desconto, por exemplo.

Esses últimos dados demonstram claramente que mesmo as empresas que investem nessa ferramenta, ainda desconhecem as ofertas que realmente despertam o interesse dos seus consumidores.

O levantamento evidencia, ainda, que os consumidores estão abertos a receber ofertas por SMS, mas querem conteúdos relevantes e de acordo com o seu perfil. Para isso, as marcas precisam também fazer uma triagem e oferecer a oferta certa para cada público, ou seja, precisam estruturar ações que façam sentido para os seus consumidores em potencial.

Mas nada disso é efetivo, se o consumidor se sentir incomodado em receber o SMS. Por isso, outro ponto importante ao usar o SMS como marketing é possibilitar aos clientes o poder de escolha em receber ou não determinados conteúdos. Para eles mais importante do que autorizar o envio das mensagens por SMS é ter a possibilidade de parar de receber quando quiserem.

Não há dúvidas de que o SMS é um excelente canal de marketing, especialmente para quem tem um orçamento tão restrito. Eficaz, direto e com excelente custo-benefício essa é uma ferramenta que tem tudo para se tornar a favorita das pequenas e médias empresas brasileiras. Para a fórmula dar certo, o segredo é respeitar o cliente e oferecer conteúdo atraente e relevante.

* Victor Knewitz é sócio-fundador da Zenvia.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!