Unicode quer que usuários possam criar emojis personalizados

Por Redação | 01.03.2016 às 10:48
photo_camera Divulgação

Uma proposta de mudança na maneira com a qual celulares e tablets lidam com os emojis pode trazer ainda mais personalização e inclusão para os emoticons. Desenvolvedores do padrão Unicode realizaram nesta semana uma proposição de mudança na maneira com a qual os dispositivos trabalham com esse tipo de recurso, de forma a permitir que eles sejam personalizáveis e abracem um número ainda maior de opções.

Utilizando um sistema de tags transparentes ao usuário, o sistema operacional seria capaz de realizar as mudanças nos principais aspectos de um emoji. Por exemplo, ao escolher determinados parâmetros, o usuário teria como resultado um rosto com cabelo ruivo, ou uma mulher de pele negra e cabelo castanho acenando. Seria uma extensão do método existente hoje, que exige um trabalho dedicado de renderização e processamento para cada variante, o que acaba atrasando o lançamento de diferentes versões.

Além de diferenças de gênero e cor de pele, a proposta também pode trazer uma maior variação de bandeiras regionais para os emojis – possibilitando que estados e até mesmo cidades sejam representados –, além de mudanças na posição. De olho nos memes, os desenvolvedores sabem que cada vez mais emoticons são usados para contar histórias e, sendo assim, uma alteração na orientação poderia facilitar essa utilização.

Nem todos os emojis seriam compatíveis com as mudanças, é claro, e os propositores chegam até a indicar quais seriam aqueles abrangidos pelas novidades. São, logicamente, os mais utilizados pelos usuários, como todos os que representam figuras humanas ou emoções, além daqueles que trazem sinais de positivo e aceitação, itens do cotidiano e esportistas.

A proposta, agora, deve passar por especialistas, além de ser submetida a estudos de viabilidade por empresas como Apple e Google, que produzem os dois principais sistemas operacionais móveis do mercado. Se aprovada, a alteração deve levar alguns meses para ser implementada, mas a ideia é que ela esteja disponível até o final deste ano.

Fonte: Unicode