Principal problema de usuários Android sul-americanos é com armazenamento

Por Redação | 15.03.2016 às 08:22

A multinacional chinesa de tecnologia Baidu divulgou um relatório sobre os hábitos dos usuários de smartphones Android em todo o mundo. Chamado de "Um Olhar Global para Telefones Android em 2015", o relatório revela grandes diferenças de hábitos e de conexões emocionais entre os usuários e seus dispositivos na Ásia, América do Norte, América do Sul, Oriente Médio e Norte da África.

Para realizar o levantamento, foram colhidos dados internacionais dos aplicativos Du Battery Saver e Du Speed Booster da Baidu para Android. Além disso, a empresa obteve 3.065 respostas por meio da plataforma Survey Monkey. Os dados revelados são bastante interessantes, e um deles é sobre o principal problema dos usuários em seus dispositivos mobile. Para os sul-americanos, o pouco espaço de armazenamento é o principal problema enfrentado em aparelhos com o sistema do robô verde, seguido de grande quantidade de lixo e celulares quebrados.

Já entre os usuários asiáticos, o superaquecimento dos aparelhos é o que mais os incomodam. Enquanto isso, os moradores da América do Norte apontam o excesso de lixo como o principal problema. Outro dado interessante diz respeito a energia que os aparelhos consomem. Cerca de 10 milhões de usuários de smartphones podem poupar a energia necessária para abastecer 30 mil casas durante 1 ano.

Infográfico Baidu

Cerca de 47% dos usuários norte-americanos não se preocupam quando o telefone está descarregando. Já os asiáticos, em sua maioria, não abrem mão de um Power Bank para não ficarem com o celular descarregado em nenhum momento. Em relação a atualização dos smartphones, os usuários da América do Sul são os que mais realizam a trocas. O relatório mostrou que 46% deles fazem isso com frequência, enquanto o restante do mundo faz atualizações de 1 a 2 vezes ao ano.

Infográfico Baidu

O relatório da Baidu também inclui insights de desenvolvedores de aplicativos da empresa para incentivar o uso de smartphones de forma saudável e ajudar o mercado mobile a entender melhor os usuários em diferentes regiões geográficas.

Infográfico Baidu