Pesquisadores desenvolvem bateria líquida com vida útil de dez anos

Por Redação | 13 de Fevereiro de 2017 às 12h02

Apesar dos ganhos de duração que tiveram nos últimos anos, baterias tradicionais de íon-lítio ainda enfrentam o problema sério: o desgaste. Não importa a potência ou quão nova a bateria seja, ciclos contínuos de carga e recarga farão com que qualquer uma delas se torne inútil após alguns anos de uso intensivo.

Pesquisadores da universidade de Harvard, no entanto, estão desenvolvendo uma alternativa que promete estender a vida útil destes equipamentos por mais de uma década, o que pode ser particularmente importante para o avanço de dispositivos que dependem de alimentação constante e de longo prazo, como sistemas da Internet das Coisas, por exemplo.

Apelidada de "flow battery" (algo como "bateria de fluxo" em inglês), as novas baterias armazenan energia atravez de soluções líquidas. Para chegar ao resultado, a equipe modificou as moléculas nos eletrólitos ferroceno e viologênio para que eles se tornassem mais estáveis, solvíveis em água e resistentes à degradação.

Nos testes realizados pela equipe, a bateria perdeu menos de 1% de sua capacidade após mil ciclos de recarga, o que significa que perdas significativas de performance só seriam observadas após mais de dez anos.

A nova bateria baseada em água também promete ser significativamente mas barata e sustentável, já que não é corrosiva ou tóxica – ou seja, se o conteúdo interno vazar, sua única preocupação será pegar um pano para enxugar o local.

Infelizmente, ainda não há expectativas de quando a tecnologia será lançada para valer ao mercado.

Via: Engadget

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.