Oculus Rift + PC Compatível devem custar mais de R$ 4.500, sem impostos

Por Redação | 28 de Maio de 2015 às 12h34
photo_camera Divulgação

Com o mundo da realidade virtual batendo à nossa porta, uma única dúvida permanece em aberto em relação a tudo isso. Afinal, quanto essa nova tecnologia vai custar para o consumidor final? Tanto o Oculus Rift quanto o Project Morpheus chegam às lojas no começo do ano que vem e já está mais do que na hora de a gente preparar nossos bolsos para isso. E, enquanto as empresas não oficializam o preços de suas novidades, os rumores e indicativos sobre isso começam a ganhar forma.

Exemplo disso é que o diretor executivo da Oculus VR, Brendan Iribe, deu algumas dicas do que podemos esperar e a verdade é que é melhor irmos guardando dinheiro desde já. Durante uma apresentação na Code Conference, Iribe disse que será preciso desembolsar cerca de US$ 1.500 — ou R$ 4.750 na cotação atual — para adquirir o Rift em conjunto com um computador compatível com a tecnologia.

A declaração pegou todo mundo de surpresa não apenas por conta do alto valor, mas pelo quanto ela ajudou a esclarecer a questão do preço dos óculos. Levando em consideração que, nos Estados Unidos, o valor de um PC com a configuração exigida pela companhia gira entre US$ 700 e US$ 1.000, a afirmação de Iribe é quase uma confirmação de que o Rift vai custar entre US$ 500 e US$ 800.

Desnecessário dizer que essa previsão amargou as expectativas de muita gente. Embora todos soubessem que a nova tecnologia não seria barata, esses valores conseguem ficar acima até mesmo daquilo que os mais pessimistas imaginavam. Se isso realmente se confirmar, o Oculus Rift sozinho vai ser mais caro que um PlayStation 4 ou um Xbox One.

Em relação à projeção de US$ 1.500, o CEO da Oculus VR explica que o alto custo se dá também por conta da potente placa de vídeo que é exigida para gerar as imagens tridimensionais em tempo real para criar a ambientação em 360 graus. No entanto, ele diz que a ideia é que esse valor seja reduzido com o passar do tempo, e a companhia quer que o pacote fique abaixo dos mil dólares.

E esse vai ser o grande desafio da empresa. Embora todo mundo já espere um valor salgado, a chave do sucesso não apenas para o Rift, mas de toda a realidade virtual, está em tornar a novidade acessível para todo o público ou ela corre o risco de se tornar um brinquedo para poucos — o que pode afetar o interesse das produtoras de conteúdo em um futuro próximo.

Via: CNET

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.