Oculus está criando luvas de realidade virtual compatíveis com o Rift

Por Redação | 10.02.2017 às 10:00

Mark Zuckerberg resolveu fazer uma visita ao laboratório de pesquisas da Oculus, empresa que o Facebook comprou por US$ 2 bilhões em 2014. O executivo testou alguns dos protótipos que estão sendo desenvolvidos no local, incluindo uma luva projetada para ser usada em experiências de realidade virtual e aumentada com o Rift.

"Estamos trabalhando em novas maneiras de trazer suas mãos para a realidade virtual e aumentada. Usando essas luvas, você pode desenhar, digitar num teclado virtual, e até mesmo atirar teias como o Homem-Aranha. É isso o que estou fazendo aqui", escreveu o CEO da rede social na legenda de uma de suas fotos.

A imagem mostra Zuckerberg cercado por sensores que, provavelmente, são encarregados de detectar a posição das luvas no espaço. Ele também parece estar usando uma versão sem fio do headset Oculus Rift.

Um detalhe interessante é que as luvas da Oculus não parecem um trambolho gigante. Na verdade, elas parecem ficar bem ajustas às mãos, o que torna seu uso mais natural e confortável .

A visita de Zuckerberg à Oculus parece fazer parte de uma estratégia da empresa para chamar mais a atenção do mercado de consumo. Nesta semana, foi anunciado o fechamento de 200 das 500 estações montadas para apresentar o Oculus Rift ao público serão fechadas em diversas lojas da Best Buy, nos Estados Unidos. O motivo seria a baixa demanda por apresentações do produto.

Além disso, no início de fevereiro, a empresa perdeu um processo contra a ZeniMax e terá que pagar US$ 500 milhões por quebra de um acordo de não divulgação.

Fonte: Facebook